Speed trap: confira velocidades máximas de cada piloto durante classificação do GP da Austrália de F1

Maior decepção deste sábado em Melbourne, Lance Stroll pelo menos apareceu como líder em uma estatística durante o dia: a de maior velocidade final do treino classificatório do GP da Austrália. O piloto da Williams tirou proveito da força do motor Mercedes para cravar 328,6 km/h em sua melhor passagem no fim da reta dos boxes

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lance Stroll teve um sábado (25) frustrante em Melbourne. O novato canadense bateu no terceiro treino livre, o que acarretou na troca do câmbio do seu carro e na consequência perda de cinco posições no grid. A Williams teve trabalho para colocar o jovem de 18 anos na pista no treino classificatório. Mas quando acelerou, Lance não correspondeu e ficou com o último tempo do treino, fechando assim o grid na sua primeira corrida na F1. Stroll, pelo menos, liderou uma estatística ao longo do dia: o de maior velocidade final na classificação no circuito Albert Park.

 
Stroll acelerou pela primeira vez no traçado australiano. Em sua melhor passagem, o canadense tirou proveito da potência do motor Mercedes e aferiu 328,6 km/h no ponto de cronometragem postado 123 m antes da curva 1. A segunda maior velocidade final também foi alcançada por um carro empurrado pelo motor Mercedes: Sergio Pérez, que alcançou 328,1 km/h com o carro da Force India. O top-3 foi fechado por Nico Hülkenberg e sua Renault, passando a 326,2 km/h.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Lance Stroll aferiu a maior velocidade final do treino classificatório em Melbourne. Mas não adiantou muito (Foto: Twitter)
Pole-position e novo recordista de Albert Park, Lewis Hamilton passou a 325,5 km/h em sua melhor passagem durante o treino classificatório, com Jolyon Palmer, companheiro de equipe de Hülkenberg na Renault, em quinto com 325,4 km/h. Esteban Ocon, também da Force India, aferiu 324,4 km/h, quase a mesma velocidade registrada por Felipe Massa: 324,3 km/h.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O primeiro motor Ferrari na lista foi o de Kimi Räikkönen, que passou a 322,8 km/h. Daniil Kvyat, com um Toro Rosso empurrado pelo motor Renault, aferiu 322,3 km/h, enquanto Sebastian Vettel, que vai dividir a primeira fila do grid de largada com Lewis Hamilton, marcou 322 km/h.

 
A lista com as velocidades aferidas pelos pilotos mostra também o quanto a Honda está atrás em termos de potência e tem um nível hoje semelhante ao motor Ferrari de 2016, usado pela Sauber. Dentre os 20 pilotos do grid, Marcus Ericsson foi o 17º com 317,4 km/h como maior velocidade final, seguido por Fernando Alonso, da McLaren, com 316,6 km/h. Antonio Giovinazzi, que corre neste fim de semana em substituição a Pascal Wehrlein no carro da Sauber, cravou 315,9 km/h. O último foi Stoffel Vandoorne, da McLaren, com 314,4 km/h.

GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.


Confira a tabela de velocidades:
Speed trap da classificação para o GP da Austrália (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
 

PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube