Todt apresenta candidatura única para eleição em dezembro e segue como presidente da FIA em terceiro mandato

Jean Todt será reeleito presidente da FIA no dia 8 de dezembro. O francês está no cargo desde 2010 e alcançará 12 anos no comando da entidade após o novo mandato, que garantirá na assembleia geral em Paris por ser o único candidato

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Assim como em 2013, quando David Ward se retirou da disputa, Jean Todt apresentou candidatura única para à presidência da FIA, em eleição que ocorre no próximo dia 8 de dezembro, em Paris, na assembleia geral da entidade.

Desta maneira, o ex-chefe da Ferrari alcançará 12 anos no cargo máximo do automobilismo. Ele foi eleito presidente pela primeira vez em 2009, quando bateu Ari Vatanen para substituir Max Mosley.

Jean Todt e Richard Branson (Foto: Fia Fórmula E)

Possíveis candidatos tinham até o dia 17 de novembro, na última sexta-feira, para oficializar candidatura, mas não ocorreram inscrições.

Todt ficará no comando até o final de 2021. De acordo com o estatuto da FIA, um mesmo dirigente pode ocupar a presidência por até três mandatos – ou seja, este será o último de Todt.

“CHORAVA COMO UM BEBÊ”

FÉLIX DA COSTA REVELA TRISTEZA APÓS PERDER CHANCE NA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube