Um ano depois do “motor de GP2”, McLaren volta à casa da Honda em melhor momento e sublinha: “Só mais um GP”

O diretor de corridas da McLaren, Éric Boullier, afirmou que o GP do Japão é apenas outra corrida para a equipe, a despeito de ser a prova de casa da Honda e o retorno ao circuito de Suzuka um ano depois de Fernando Alonso disparar que o motor feito em Sakura era "de GP2"

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O GP do Japão da próxima semana pode até ser a prova caseira da Honda, parceira da McLaren, mas para o time de Woking é apenas outra corrida e precisa ser encarada assim. Quem afirmou foi o diretor de corridas da McLaren, o francês Éric Boullier. Ele afirma que seu calendário será complicado, mas na pista o plano segue o mesmo.

 
Um ano atrás, quando chegou ao Japão, a McLaren teve de lidar com a famosa declaração de Fernando Alonso no rádio, a do "motor de GP2". Esse ano, com a situação bem melhor, o time não deve ter outra vergonha parecida para lidar. Mas é importante não criar muitas expectativas.
 
"É só outra corrida. Sim, é importante para nossa parceira, a Honda, vai haver muito foco neles, muita gente da Honda estará lá. Mas, para mim, é o mesmo que Austin ou Silverstone. Tem mais gente convidada, mas provavelmente a corrida funciona igual", disse ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
 
"Essa semana será muito cheia. Estamos nessa parte do mundo, então aproveitaremos a oportunidade de visitar não apenas a Honda, mas várias parceiras japoneses. Eu ainda tenho eventos com outros parceiros. Mas vou a Sakura pelo menos duas vezes", garantiu.
 
Boullier ainda mostrou o contentamento com o desempenho da equipe na Malásia, onde tanto Jenson Button quanto Alonso, saindo do final do grid, pontuaram enquanto a maior rival da McLaren no Mundial de Construtores, a Toro Rosso, ficou fora da zona que garante tentos.
Éric Boullier (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
"É bom ver o time nos pontos com a Toro Rosso fora, então é perfeito. Fomos beneficiados por muitos incidentes. O que é positivo para mim é que os dois pilotos foram muito bem, tivemos uma boa estratégia e o time mandou bem. Mudamos para três pit-stops, o que foi sorte – bem, não sorte, porque Jenson teve azar no último VSC. Precisamos seguir evoluindo", encerrou.
 
A McLaren é a sexta colocada do Mundial de Construtores, com 62 pontos contra 47 da Toro Rosso. à frente, a Williams, dona de 121 pontos.
 
PADDOCK GP #48 RECEBE DENNIS DIRANI E DISCUTE MOTOGP, STOCK CAR E F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube