Bottas brilha e conquista pole no México. Hamilton é segundo e Verstappen, terceiro

Quem esperava ver Max Verstappen na pole e show da Red Bull viu Valtteri Bottas conquistar a posição de honra no México em sábado iluminado da Mercedes

F1 NO MÉXICO AO VIVO! TUDO SOBRE A CLASSIFICAÇÃO NO HERMANOS RODRÍGUES | Briefing

A Red Bull despontou como a grande favorita à pole do GP da Cidade do México, mas esta é uma temporada de grandes surpresas. Valtteri Bottas tratou de brilhar novamente desde o anúncio da sua saída da Mercedes, fez uma volta impressionante no começo do Q1 e garantiu a pole no Autódromo Hermanos Rodríguez na tarde deste sábado (6). O finlandês virou 1min15s875 e marcou sua terceira pole do ano e a 19ª da carreira. Em tarde iluminada, a Mercedes vai formar toda a primeira fila, com Lewis Hamilton a largar na segunda posição.

Restou à Red Bull a segunda fila do grid. Max Verstappen vai largar apenas na terceira posição. Depois de boa performance no Q1 e no Q2, o carro da equipe taurina simplesmente perdeu equilíbrio na fase decisiva da classificação. O holandês vai largar lado a lado com Sergio Pérez, que errou na sua última tentativa de volta rápida, mas ainda assim foi ovacionado pelo público local. Pierre Gasly vai largar em quinto com a AlphaTauri.

Carlos Sainz, com a Ferrari, vai partir em sexto, enquanto Daniel Ricciardo e Charles Leclerc vão dividir a quarta fila do grid em sétimo e oitavo, respectivamente. Com tantas punições de grid neste fim de semana, Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen, que caíram no Q2, vão largar em nono e décimo no México.

VALTTERI BOTTAS; MERCEDES; MÉXICO
Valtteri Bottas viveu uma grande tarde no Autódromo Hermanos Rodríguez (Foto: Mercedes)

A Fórmula 1 acelera com a disputa do GP da Cidade do México, 18ª etapa da temporada 2021, neste domingo a partir de 16h (de Brasília, GMT-3), com transmissão ao vivo da Band na TV aberta e do serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi a classificação do GP da Cidade do México de F1

Q1: Red Bull mostra força, e Alonso é eliminado

Enquanto a classificação foi iniciada no Autódromo Hermanos Rodríguez, ainda sem tantos carros na pista, a Red Bull corria contra o tempo e trabalhava nos carros de Sergio Pérez e Max Verstappen, especialmente na asa traseira dos respectivos bólidos. Mas pouco depois, a equipe taurina conseguiu mandar seus dois pilotos para a pista.

A tabela tinha apenas seis tempos registrados quando aconteceu a primeira bandeira vermelha do fim de semana. Lance Stroll escapou na curva 17, na saída para a reta dos boxes e bateu muito forte na barreira de proteção. Tudo bem com o piloto, mas o carro da Aston Martin ficou destruído após impacto de 12G.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lance Stroll bateu e causou bandeira vermelha no começo do Q1 (Vídeo: Reprodução)

25 minutos depois, a direção de prova autorizou a bandeira verde para a retomada da sessão. Antes, foi anunciado que Kimi Räikkönen estava sob investigação por conta de uma infração sob bandeira vermelha. O finlandês reduziu a velocidade e chegou a cortar a linha que delimitava a entrada do pit-lane, mas acabou voltando à pista e passou pelo carro de Stroll.

Logo depois que o treino foi retomado, a Ferrari de Carlos Sainz apresentou problemas. O espanhol alegou falta de potência, mas conseguiu resetar o sistema do carro e retomou ao ritmo normal na sequência da classificação, marcada por muito tráfego naquele período.

Quando os tempos competitivos de fato foram aferidos, a Red Bull colocou todo mundo no bolso. Max Verstappen fez volta grandiosa e marcou 1min16s788. ‘Checo’ Pérez era o segundo, mas estava 0s663 atrás do companheiro de equipe. Valtteri Bottas era o melhor da Mercedes, em terceiro, 0s728 mais lento que Verstappen, e Lewis Hamilton estava somente em quinto, 0s002 atrás de Lando Norris, então em quarto.

MAX VERSTAPPEN; GP DA CIDADE DO MÉXICO; F1; FÓRMULA 1;
Max Verstappen fez volta implacável no Q1 (Foto: Clive Mason/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Os dois carros da Mercedes melhoraram de forma seus tempos logo depois. Bottas ficou a 0s171 do tempo de Verstappen, enquanto Hamilton ficou a 0s4 da marca do rival, mas Pérez voltou ao top-3 depois de tempo 0s215 mais lento na comparação com o companheiro de equipe.

No desfecho do Q1, no entanto, Leclerc surpreendeu todo mundo e virou o melhor tempo do primeiro segmento: 1min16s748. Só que Bottas foi ainda melhor e cravou 1min16s727, melhor tempo do Q1, seguido por Leclerc, Verstappen, Gasly e Pérez. Outro que surpreendeu foi Yuki Tsunoda, o sétimo mais rápido.

No outro oposto da tabela, a grande surpresa foi a eliminação de Fernando Alonso do Q1. O bicampeão ficou fora da sequência da sessão assim como Nicholas Latifi, Mick Schumacher, Nikita Mazepin e Lance Stroll.

Q2: Hamilton faz Verstappen suar no México

Com exceção de Tsunoda e Esteban Ocon, todos os demais pilotos partiram com pneus médios para o Q2 no México. Os dois estão entre os competidores que vão partir no fim do grid em razão da troca de todos os componentes de motor.

Logo de início, Verstappen virou 1min16s483 e tomou a liderança do Q2. Hamilton foi apenas 0s016 mais lento que o holandês, deixando assim Bottas para trás, em terceiro. Lewis usou exatamente o vácuo do carro do finlandês para fazer seu tempo. Leclerc aparecia em quarto, à frente até da Red Bull de Pérez.

A tabela teve uma mudança no top-5 quando Tsunoda se colocou em terceiro, com pneus macios, 0s218 mais lento que Verstappen.

LEWIS HAMILTON; GP DA CIDADE DO MÉXICO; F1;
Lewis Hamilton foi o grande nome do Q2 (Foto: Steve Etherington/Mercedes)

A Red Bull mandou Verstappen de volta à pista com pneus macios, mas o holandês não registrou tempo. Quem virou bem foi Hamilton, que marcou 1min16s474, também com os macios, e garantiu o melhor tempo do Q2. Tsunoda surpreendeu de novo e se posicionou em terceiro, à frente de Bottas e Gasly. Leclerc passou em sexto, seguido por Pérez, Daniel Ricciardo, Sainz, e Lando Norris.

Foram eliminados Vettel, Kimi Räikkönen, George Russell, Antonio Giovinazzi — que rodou no fim do Q2 — e Esteban Ocon.

Q3: Deu zebra na Cidade do México: Bottas larga na pole

A Fórmula 1 partiu para a decisão da pole no México com um claro favorito, Verstappen, mas Hamilton também despontou com chances e tinha no vácuo do carro de Bottas um grande trunfo para buscar a posição de honra.

Para reverter o jogo da Mercedes, a Red Bull também partiu para jogar com o vácuo. Pérez saiu à frente de Verstappen para as voltas rápidas no Q3.

Na primeira passagem, Verstappen foi o mais rápido e cravou 1min16s225, enquanto Pérez virou 0s117 mais lento que o holandês. Mas Bottas surpreendeu a Red Bull com uma volta quase perfeita, com a melhor performance em dois dos três setores da pista. Valtteri marcou 1min15s875, enquanto Hamilton completou o 1-2 da Mercedes com 0s0145 de déficit para o colega. Max reportou problemas com o equilíbrio e disse que o carro escorregava demais em sua primeira volta rápida.

O cenário do que parecia ser um grande dia para a Red Bull havia mudado drasticamente em questão de minutos. Mas ainda havia tempo para mais uma tentativa de volta rápida.

Os dois carros da Ferrari saíram muito próximos, como foi também com Pérez, logo à frente de Verstappen e Bottas sendo seguido de perto por Hamilton. Gasly também contou com o vácuo de Tsunoda.

Correndo em casa, Pérez e Tsunoda cometeram erros nas suas respectivas voltas rápidas. Verstappen, que vinha logo atrás, foi atrapalhado pelo incidente e ainda por cima escorregou muito e também não melhorou sua marca. Bottas confirmou a pole-position depois que o próprio e também Hamilton passaram acima dos seus respectivos melhores tempos. Uma dobradinha inesperada e surpreendente da Mercedes na primeira fila do GP da Cidade do México.

F1 2021, GP da Cidade do México, México, Grid de Largada:

1V BOTTASMercedes 1:15.875 
2L HAMILTONMercedes 1:16.020+0.145
3M VERSTAPPENRed Bull Honda 1:16.225+0.350
4S PÉREZMercedes 1:16.342+0.467
5P GASLYAlphaTauri Honda 1:16.456+0.581
6C SAINZFerrari 1:16.761+0.886
7D RICCIARDOMcLaren Mercedes 1:16.763+0.888
8C LECLERCFerrari 1:16.837+0.962
9S VETTELAston Martin Mercedes 1:17.746+1.871
10K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari 1:17.958+2.083
11A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari 1:18.290+2.415
12F ALONSOAlpine 1:18.452+2.577
13N LATIFIWilliams Mercedes 1:18.756+2.881
14M SCHUMACHERHaas Ferrari 1:18.858+2.983
15N MAZEPINHaas Ferrari 1:19.303+3.428
16G RUSSELLWilliams MercedesP+51:18.172+2.297
17Y TSUNODAAlphaTauri HondaP+201:17.158+1.283
18L NORRISMcLaren MercedesP+201:36.830+20.955
19E OCONAlpineP+201:18.405+2.530
20L STROLLAston Martin MercedesP+201:20.873+4.998
  Tempo 107% 1:21.186+5.311
Álex Rins carregou nova câmera nos treinos do GP do Algarve (Vídeo: MotoGP)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar