Bottas fala em grandes erros da Mercedes em Sakhir: “Gostaria de saber o que aconteceu”

O finlandês apontou que a equipe não comete os erros que ocorreram no GP de Sakhir, afirmando que é necessário rever o que aconteceu para não se repetir

Valtteri Bottas deixou o GP de Sakhir com um gosto amargo na boca. O finlandês mostrou insatisfação com o resultado final da Mercedes, apontando que os erros cometidos não podem acontecer como foi neste domingo (6).

A equipe alemã teve uma corrida bastante tumultuada no Bahrein. Quando tinha uma dobradinha fácil garantida, cometeu uma sucessão de erros nas paradas que custou as posições do pódio – o finlandês foi oitavo e George Russell apenas nono.

“Gostaria de saber o que aconteceu. Como equipe, cometemos grandes erros hoje. Fui para o pit-stop durante o safety-car porque tínhamos tempo, como time somos a prova de balas, não cometemos erros. Mas hoje cometemos e é algo que precisamos rever”, falou.

VALTTERI BOTTAS; GEORGE RUSSELL; GP DE SAKHIR; FÓRMULA 1; F1;
Bottas lamentou os erros da Mercedes em Sakhir (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Saí dos boxes com o mesmo velho pneu duro que entrei e não pude usá-los para relargar atrás do carro de segurança e apenas via os carros me passando. A temperatura era um problema, havia pessoas com pneus com pneus mais novos e foi difícil de brigar”, completou.

Toto Wolff, chefe do time, não discordou muito da avaliação de Bottas. O austríaco explicou que o problema nas trocas dos pneus começou por um problema no rádio da garagem, avaliando tudo como uma ‘cagada colossal’.

Russell esteve inconsolável após a corrida barenita. O inglês, que chorou na bandeirada, lamentou a vitória perdida no rádio e disse que “que merda, caras. Eu não sei o que dizer. Saiu das nossas mãos duas vezes. Que merda.”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube