Verstappen espera briga por pódio em Monza, mas reclama: “Não é para isso que estou aqui”

Max Verstappen não escondeu a frustração após ficar atrás de Carlos Sainz e Sergio Pérez na classificação do GP da Itália. Piloto admite briga pelo pódio, mas em discurso de decepção

Vice-líder do campeonato, Max Verstappen teve um sábado decepcionante na classificação em Monza para o GP da Itália. Além de ficar atrás das Mercedes de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, também foi superado por Carlos Sainz, da McLaren, e Sergio Pérez, da Racing Point, garantindo apena a quinta posição no grid.

Em entrevista à Sky Sports após a classificação, Verstappen comentou decepcionado sobre as tentativas de melhorar a Red Bull, todas sem muito sucesso.

“Não é um bom fim de semana para nós. Tentei de tudo no carro: menos downforce, mais downforce, mudei o equilíbrio, e no fim anotei o mesmo tempo de volta. Isso mostra que o carro não tem equilíbrio”, declarou.

Max Verstappen é vice-líder do campeonato (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Verstappen está 47 pontos atrás de Hamilton na classificação do campeonato. O holandês desabafou em relação ao desempenho abaixo do esperado da Red Bull, que segue sem brigar com a Mercedes.

“É claro que quando começamos a temporada, você assume que vai brigar com a Mercedes, e agora em Monza, está atrás de uma McLaren e uma Racing Point. Isso não é bom, o carro não parece certo comparado com o ano passado. Vamos lutar pelo terceiro, mas não é para isso que estou aqui, então realmente não me importo”, completou.

Fórmula 1 larga para a disputa do GP da Itália, oitava etapa da temporada 2020, às 10h10 (de Brasília) deste domingo. Antes, a partir de 9h, o GRANDE PRÊMIO faz a transmissão AO VIVO do BRIEFING pré-corrida, que analisa a classificação e as últimas informações vindas de Monza. Tudo na GPTV, o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube