Verstappen larga mal, bate em Räikkönen e sofre acidente no GP da Bélgica

A largada do GP da Bélgica foi bastante tumultuada neste domingo (1). Saindo da quinta posição, Max Verstappen largou muito mal, forçou para cima de Kimi Räikkönen na primeira curva e acabou batendo, mas seguiu acelerando, mesmo com o dano na roda dianteira esquerda. Resultado: saiu reto na Eau Rouge e bateu, promovendo o safety-car

O GP da Bélgica começou tumultuado neste domingo (1). E quem começou tudo foi Max Verstappen. Saindo da quinta colocação, o holandês da Red Bull largou muito mal e, na tentativa de recuperar posições, forçou para cima de Kimi Räikkönen na primeira curva, batendo na lateral da Alfa Romeo. O choque danificou a roda dianteira esquerda do carro #33. Ainda assim, Verstappen seguiu acelerando e acabou passando reto na subida da Eau Rouge.

 
A confusão forçou a direção de prova a chamar o safety-car para a retirada do carro de Max e a limpeza da pista. Räikkönen ainda conseguiu trazer o carro de volta aos boxes para troca do bico e pneus. Max não teve a mesma sorte e abandonou. É a primeira vez na temporada que Verstappen não completa uma prova.
Max Verstappen bate após incidente com Kimi Räikkönen no GP da Bélgica (Foto: Reprodução/Twitter)

Enquanto isso, o pole Charles Leclerc saltou bem e manteve a liderança, enquanto Sebastian Vettel perdeu momentaneamente o segundo lugar para Lewis Hamilton. Valtteri Bottas, Lando Norris, Romain Grosjean, Kevin Magnussen, Sergio Pérez, Pierre Gasly e Lance Stroll completam os dez primeiros.

 
A bandeira amarela durou quatro voltas.

Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube