F1
01/09/2018 11:57

Vettel admite volta imperfeita, mas se queixa da tática de Räikkönen: “Era a vez dele ser segundo”

Sebastian Vettel não ficou muito satisfeito ao ver Kimi Räikkönen aproveitando o vácuo para tomar para si a pole-position em Monza. Germânico, no entanto, reconheceu que não fez uma última volta perfeita
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo
 Sebastian Vettel (Foto: AFP)
Sebastian Vettel não ficou muito satisfeito com o desfecho do treino classificatório deste sábado (1). O #5 vai iniciar o GP da Itália na segunda colocação do grid.
 
Vettel abriu a sessão classificatória como favorito à pole, mas, com 1min19s280, ficou apenas em segundo, atrás de Kimi Räikkönen. 
 
“Para ser honesto, não foi uma volta perfeita. Acho que as outras voltas foram melhores”, reconheceu. “Eu perdi muito tempo em todas as áreas”, justificou.
Sebastian Vettel não ficou muito feliz em perder para Kimi Räikkönen (Foto: AFP)
“Só não foi uma boa volta e não foi boa o bastante”, frisou. “Felizmente, fico em segundo e não em terceiro, mas isso não é bom o bastante”, seguiu.
 
Vettel, no entanto, não escondeu que ficou contrariado por ser superado por Räikkönen, que foi 0s161 melhor.
 
“Nós temos uma ordem que muda a cada fim de semana e, desta vez, era a vez de Kimi ser segundo”, afirmou em entrevista à emissora britânica Sky Sports.
 
Logo após deixar o carro, Vettel afirmou que deu a pole ao companheiro de Ferrari, que usou o vácuo para superar o #5.
 
“Não estou muito feliz com a minha última volta, mas Kimi foi um pouco rápido demais para mim hoje”, declarou.
 
Questionado sobre a queixa que fez pelo rádio ao ser informado que tinha ficado atrás do companheiro de Ferrari, Vettel respondeu: “Aqui é sempre assim. Eu dei a melhor posição para ele. A minha última volta não foi muito boa. Agora nós vamos ver o que aconteceu. Ter os nossos carros na primeira fila é muito bom”.