Vettel cumpre ameaça e priva Mercedes de recorde com pole para GP de Cingapura. Hamilton é só quinto

Sebastian Vettel colocou a Ferrari em uma forte posição para brigar pela vitória neste domingo em Cingapura. O tetracampeão foi o responsável por dar aos italianos a posição de honra do grid de largada em Marina Bay. A conquista privou a Mercedes de igualar o recorde de poles seguidas na F1 que pertence ainda a Williams. Líder do campeonato, Lewis Hamilton vai largar apenas em quinto

A Ferrari e Sebastian Vettel cumpriram a promessa de uma classificação assustadora neste sábado (19) à noite em Cingapura. Assim como fizera no treino livre final, o tetracampeão apresentou um desempenho estrondoso, como a própria Mercedes chegou a reconhecer anteriormente, e cravou a pole-position para o GP em Marina Bay, a 13ª etapa da temporada 2015. É a primeira vez que um carro vermelho vai sair da ponta do grid desde o GP da Alemanha de 2012. Também é a primeira pole da Ferrari com pista seca desde a etapa de Cingapura em 2010.
 

Mais que isso, a conquista do alemão quebrou uma sequência de 23 posições de honra no grid da poderosa esquadra alemã. E a privou de igualar o recorde que pertence ainda a Williams, entre os campeonatos de 1992 e 1993.

E quem mais se aproximou de Vettel e da Ferrari foi Daniel Ricciardo. Ainda assim, o australiano ficou a mais de meio segundo do ex-companheiro. A segunda fila terá Kimi Räikkönen e um veloz Daniil Kvyat.

Líder do Mundial, Hamilton vai largar apenas em quinto. A marca também tirou do inglês a chance de igualar as oito poles consecutivas de Ayrton Senna entre 1988 e 1989. O caminho para também obter as mesmas 41 vitórias de Senna amanhã parece agora mais complicado para o atual campeão. Entre os brasileiros, Felipe Massa vai sair do nono posto, enquanto o xará Nasr será o 16º do grid.

Sebastian Vettel é o pole para o GP de Cingapura (Foto: AP)

Confira como foi a classificação da F1 para o GP de Cingapura

Já noite adentro e com a Marina Bay toda iluminada, os carros não demoraram a ganhar a pista para os primeiros 15 minutos de classificação neste sábado (19) em Cingapura. E o cronômetro também não tardou em funcionar. Com exceção dos dois pilotos da Manor Marussia, que já deixaram os boxes calçados com os pneus supermacios, o restante do grid não quis arriscar tão cedo, preferindo os compostos de risca amarela. 

E Valtteri Bottas, da Williams, foi quem inaugurou a tabela de forma minimamente competitivida, virando 1min48s094, mas rapidamente foi superado assim que os rivais mais fortes completaram seus primeiros giros. Nico Rosberg foi à ponta, depois Kimi Räikkönen. Logo depois, a Red Bull mandou Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat. E os dois já surgiram à frente, com o russo melhor que o australiano.

 
Mas aí foi a vez de Sebastian Vettel deixar os boxes. E, assim como fizera mais cedo, assustou a concorrência. O alemão cravou 1min46s017 também em cima dos pneus macios. A marca ainda foi 0s675 melhor que a de Ricciardo. E 0s9 mais rápida que a do colega Räikkönen. Kvyat fechava os quatro melhores. 
 
Aí que um impressionante Jenson Button apareceu em quinto, ajudado pelos compostos supermacios. Ainda assim, o tempo foi expressivo e próximo do russo da Red Bull. Rosberg, Bottas, Felipe Nasr, Felipe Massa e Max Verstappen completavam o top-10. 
 
Lewis Hamilton vinha apenas na 14ª posição. Na ponta de baixo da tabela, Sergio Pérez estava na bolha, seguido por Pastor Maldonado, Alexander Rossi e Will Stevens. 
Daniil Kvyat liderou o Q1 em Cingapura neste sábado (Foto: AP)
Só que tudo isso mudou significativamente nos instantes finais, quando todo mundo optou pelos supermacios. Hamilton chegou a figurar em primeiro, mas foi superado novamente por Kvyat, que acabou por finalizar o Q1 na frente, com 1min45s340, 0s425 melhor que o campeão do mundo. Vettel, que sequer saiu no fim, assegurou o terceiro lugar, à frente de Ricciardo, Rosberg, Bottas, Sainz, Raikkonen e Pérez. 
 
Fernando Alonso ainda se segurou em 11º, à frente de Nico Hülkenberg, Romain Grosjean, Massa, que mesmo com os supermacios, não conseguiu melhorar além de 14º. Button ainda se garantiu no Q2. Apesar dos esforços finais, Nasr acabou mesmo sendo eliminado, na 17ª colocação. Maldonado, Stevens e Rossi também deixaram a classificação.

Ferrari retoma a ponta

Assim com acontecera antes, Bottas fez uso de um jogo novo de supermacios e se mandou para a pista. E a estratégia foi a mesma de Massa e dos demais que seguiram os dois carros da Williams. E Valtteri de novo foi o primeiro nome da lista de tempos, com 1min45s247. O colega brasileiro logo o superou, trazendo junto Verstappen e Button. Mas a festa acabaria rápido.
 
Lewis Hamilton colocou a Mercedes na ponta, com Rosberg em segundo, mas logo a Red Bull superou ambos, com Kvyat de novo melhor que Ricciardo. Kimi Raikkonen ainda se infiltrou entre os energéticos. Assim, a ordem provisória era: Kvyat, Räikkönen, Ricciardo, Hamilton, Rosberg, Massa, Grosjean, Verstappen, Bottas e Pérez. Entre os prováveis eliminados, a lista tinha Hülk, Alonso, Sainz e Button.
Fernando Alonso ficou fora do Q3 (Foto: AP)
Novamente, o tetracampeão da Ferrari deixou para sair tarde dos boxes, mas isso não o impediu de mais uma vez assombrar a concorrência. O alemão veio e, em cima dos supermacios, cravou 1min44s743 – a melhor marca do fim de semana até o momento. O tempo ainda foi 0s236 mais rápido que o de Kvyat. 
 
No fim, tentando escapar da eliminação, Sainz cometeu um erro e acabou batendo a parte traseira da Toro Rosso na curva 19. Depois disso, foi voltando lentamente para os boxes, já fora do Q3. Além do jovem, Hülkenberg, Alonso, Pérez e Button também foram limados.
Agora é pra valer

Assim que o decisivo Q3 recebeu a luz verde, Daniel Ricciardo foi o primeiro a deixar o pit-lane. Devidamente calçado com os compostos supermacios, o australiano fechou a primeira volta rápida em 1min44s607. Daniil Kvyat se colocou em segundo, menos de um décimo atrás  do companheiro de equipe, enquanto Valtteri Bottas já surgia em terceiro, com a Williams. Quase ao mesmo tempo,


Lewis Hamilton apareceu lento pela pista depois de um erro e decidiu voltar aos boxes, sem registrar qualquer marca.

Obedecendo ao protocolo de mais cedo, Vettel foi o último a sair. E não decepcionou. Com uma volta precisa, o alemão alcançou 1min44s305, impondo 0s302 para Ricciardo, o segundo. Räikkönen, Kvyat, Rosberg, Bottas, Massa e Grosjean formavam a provisória lista. 

Na segunda e decisiva rodada de voltas rápidas, o roteiro se repetiu, com Ricciardo e Bottas saindo antes dos demais. O tetracampeão da Ferrari foi o último. O australiano da Red Bull se colocou em primeiro, com 1min44s428, seguido por Räikkönen, Kvyat, Hamilton e Bottas. Aí veio Vettel para neutralizar qualquer ameaça. O alemão foi ainda mais rápida que a volta anterior: 1min43s885. Pole para Seb, que celebrou muito no rádio: "Fantástico".

Líder do Mundial, Hamilton ficou apenas em quinto, atrás de Ricciardo, Räikkönen e Kvyat. Rosberg, por sua vez, será o sexto, com Bottas em sétimo. Verstappen, Massa e Grosjean vão fechar a lista dos dez.

A largada para o GP de Cingapura acontece neste domingo às 9h.

F1, GP de Cingapura, Marina Bay, Grid de largada:

1 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:43.885   14
2 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:44.428 +0.543 17
3 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:44.667 +0.782 17
4 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:44.745 +0.860 15
5 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:45.300 +1.415 16
6 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:45.415 +1.530 17
7 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:45.676 +1.791 20
8 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:45.798 +1.913 16
9 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:46.077 +2.192 19
10 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES 1:46.413 +2.528 18
11 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:46.305 +2.420 12
12 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:46.328 +2.443 12
13 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:46.385 +2.500 13
14 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:46.894 +3.009 13
15 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:47.019 +3.134 12
16 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:46.965 +3.080 8
17 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:47.088 +3.203 6
18 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:47.323 +3.438 6
19 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI 1:51.021 +7.136 8
20 53 ALEXANDER ROSSI EUA MANOR MARUSSIA FERRARI 1:51.523  +7.638 8
    TEMPO 107% TC   1:51.157 +7.272  
               
RECORDE SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT RB9 1:42.841 21/9/2013  
MELHOR VOLTA SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT RB9 1:42.841 21/9/2013  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube