Vettel diz que “há razão para falhas” e admite que Ferrari precisa “trabalhar melhor” como equipe

Sebastian Vettel admitiu que “há coisas” que a Ferrari precisa fazer melhor enquanto equipe. O tetracampeão defendeu a atuação do chefe Maurizio Arrivabene, mas acha que a esquadra italiana tem de encontrar uma solução definitiva para seus problemas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sebastian Vettel não desistiu da briga pelo campeonato, embora admita que a situação é muito menos favorável do que há algumas corridas. A situação do tetracampeão se dá, em partes, à falta de confiabilidade apresentada pela Ferrari nesta segunda fase de campeonato. Nas últimas três etapas, Vettel se viu fora da luta pela vitória por falhas de motor – inclusive, um problema com uma vela acabou o forçando a sair da corrida de Suzuka, há duas semanas. O contratempo, aliado à grande fase de Lewis Hamilton, se reflete na tabela de classificação: restando apenas quatro provas, a desvantagem para o inglês da Mercedes é de 59 pontos.

 
Às vésperas do GP dos EUA, Sebastian fez uma análise do período vivido pela Ferrari e reconheceu que a equipe italiana ainda tem um longo caminho a percorrer para evitar os problemas de confiabilidade. "Há razões para as falhas que estamos tendo", afirmou Vettel aos jornalistas em Austin, onde o GRANDE PRÊMIO está para a cobertura da etapa americana da F1.
 
"Há coisa que precisamos fazer melhor como equipe, coisa que temos de administrar melhor e lidar de forma mais eficiente do nosso lado. É normal pressionar e tentar alcançar o limite. Às vezes, você vai longe demais. Mas, às vezes, você comete pequenos erros que as consequências só aparecem mais tarde", explicou o alemão. 
Sebastian Vettel acha que há motivos para os problemas da Ferrari (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Então, estamos nessa situação por uma mistura de tudo isso, mas as coisas podem mudar. É doloroso quando coisas assim acontecem, mas não acontecem sem motivo, por isso temos de ter a certeza de que temos uma solução, não apenas um reparo, mas uma solução definitiva", completou o vice-líder do Mundial.

 
Apesar da análise fria, Vettel descartou que a fase seja para pânico. De acordo com o #5, a equipe está focada e trabalhando muito para se deixar levar pelos problemas. E ainda defendeu o papel desempenhado por Maurizio Arrivabene. "Não acho que seja motivo para pânico, porque estamos muito ocupados com tudo. Maurizio está fazendo um bom trabalho e mantendo a equipe na direção correta. E a minha tarefa é dar o meu máximo na pista. Dia após dia, Maurizio está mais próximo do pessoal e o pessoal dele. Por isso, estou confiante para o futuro", emendou.
 
Os primeiros treinos livres do GP dos EUA acontecem nesta sexta-feira. O primeiro tem início às 13h (de Brasília), enquanto o segundo começa a partir das 17h. O GRANDE PRÊMIO cobre a etapa texana da F1 ‘in loco’ e AO VIVO e em TEMPO REAL.  
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube