Vettel elogia evolução da Ferrari e traça objetivo para fim da temporada: vencer os dois GPs que faltam

Sebastian Vettel quer deixar o fraco GP do México para trás e fechar o ano com chave de ouro. Para isso, o alemão já pensa em vencer os dois últimos GPs de 2015, coroando um ano de renovação da Ferrari

O 2015 de Sebastian Vettel foi um ano de transformação. O alemão deixou para trás as dificuldades de 2014 para, agora na Ferrari, se consolidar como a terceira força, atrás apenas das Mercedes. Depois de meses de evolução, o tetracampeão se vê em posição de sonhar alto e quer vencer as corridas que faltam na temporada.
 
Nos GPs restantes – no Brasil e em Abu Dhabi – Vettel promete força máxima da Ferrari. O alemão já deixou claro que a meta, depois do tricampeonato de Hamilton, o objetivo é superar Nico Rosberg e conseguir o vice.
 
“Nas próximas corridas prometemos dar tudo, e a meta é estar o mais próximo possível ou, de preferência, à frente. Ainda temos duas corridas pela frente, e duas vitórias que podemos conseguir. Então essa é nossa meta, mesmo que não seja fácil”, disse Vettel.
Sebastian Vettel se vê em condições de vencer as duas últimas corridas do ano (Foto: Ferrari)
A promessa, todavia, vem depois de um fraquíssimo GP do México, em que Vettel desapontou e, assim como Kimi Räikkönen, abandonou. O germânico lamentou o dia difícil no Hermanos Rodríguez, mas vê os eventos da prova como a exceção em um ano de evoluções.
 
“México provavelmente foi a pior corrida que tivemos nesse ano, mas nós tivemos várias corridas boas e esse ano nós conseguimos gradualmente diminuir a diferença (para a Mercedes). O ritmo no sábado estava bastante promissor, mas é óbvio que não estávamos na posição correta”, analisou.
 
Comparando com o começo do ano, Seb pensa que o ritmo da Ferrari melhorou muito ao longo de 2015. Mesmo devendo muito para as Mercedes, o #5 conseguiu superar os prateados logo no segundo GP do ano, na Malásia.
 
“A equipe fez um trabalho incrível ao longo da temporada para diminuir a distância. Oito ou nove meses atrás a distância para a ponta era de 1s3, 1s4. Agora é 0s5 ou menos, então fizemos as coisas certas”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube