Vettel elogia ‘rápido’ Leclerc, mas revela que ‘adoraria continuar a trabalhar’ com Räikkönen

A Ferrari ainda não decidiu se Kimi Räikkönen continua como companheiro de Sebastian Vettel em 2019 - ou se Charles Leclerc sai da Sauber e vai para a escuderia. Apesar de não ter decisão sobre a escolha, o alemão escolheu um lado

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Enquanto a Ferrari não decide se Kimi Räikkönen vai continuar na equipe, ou se Charles Leclerc substituirá o finlandês, a única certeza segue sendo Sebastia Vettel. E o líder do Mundial precisa evitar qualquer polêmcia com seus possíveis companheiros, para que qualquer que seja a decisão não fique um clima ruim nos boxes.

Então, nesta quinta-feira (19) em Hockenheim, Vettel evitou o assunto "futuro companheiro" durante a entrevista coletiva acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. Quando questionado sobre Leclerc, evitou elogios mais fortes e logo optou por falar de Räikkönen.

"Não conheço muito a Charles, só conheço por causa do programa (academia de formação de pilotos da Ferrari). Kimi é finlandês e Charles é francês…", comentou Vettel, antes de se corrigir: "Desculpa, ele é monegasco."

Nico Hülkenberg e Sebastian Vettel na coletiva desta quinta (Foto: Renault)

"Adoro trabalhar com Kimi, correr com ele, mas não é minha decisão, é da equipe. Eu gosto de Kimi e adoraria continuar a trabalhar com ele, mas não é minha decisão", se esquivou Vettel.

"Charles é um grande cara. Ele é rápido e, quando você é jovem, você está sempre apressado. Não entendo isso. Mas acho que os dois se dariam bem com a equipe", finalizou um nada polêmico Vettel.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Alemanha de F1 AO VIVO, em TEMPO REAL e IN LOCO com a jornalista Evelyn GuimarãesSiga tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube