Vettel exalta Ferrari “na direção certa” em desempenho e evita entregar os pontos: “Só acaba quando termina”

Sebastian Vettel elogiou a performance da Ferrari na temporada e procurou deixar para trás os erros que praticamente o tiraram da briga pelo título. O alemão também não entregou os pontos e prometeu empenho até o fim de suas chances

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sebastian Vettel sabe que suas chances de título em 2017 são quase que remotas, mas assegurou que vai lutar até o final para tentar sair pentacampeão do mundo. O alemão destacou o crescimento que a Ferrari teve em relação ao discreto ano de 2016 e buscou minimizar os problemas das últimas corridas.

 
O alemão, em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, lembrou que, apesar dos problemas que o impediram de pontuar bem nas últimas três provas, a performance da Ferrari era muito boa e, assim, existe esperança para seguir vivo no campeonato, ainda que a situação tenha ficado bem mais delicada.
 
"Não acabou ainda. Vamos dar o máximo nessas últimas corridas. Acho que estamos na direção certa com o carro. Temos um pacote muito bom e poderíamos ter vencido as últimas corridas também, provamos isso. Estamos em uma boa posição. É claro que não temos a mesma chance do que tínhamos há algumas corridas, mas há alguma chance, e vamos lutar por ela. Estamos focados", disse. 
Sebastian Vettel está na fase do "eu acredito" (Foto: AFP)
Vettel comentou que a Ferrari chega a ser uma surpresa em 2017, superando por muito o desempenho da Red Bull. Mostrando que vai lutar até o fim, usou de uma frase bem famosa.
 
"A velocidade está aí. O carro é muito bom e ninguém pensava que seria assim. Mas é o que aconteceu. No início do ano, todos achavam que a Red Bull seria forte e acabou não sendo. A Mercedes seguiu forte, mas ninguém esperava nos ver na briga e aqui estamos. No geral, sobre desempenho, a direção está correta. E só acaba quando termina", completou.

A tarefa de Vettel para ser campeão do mundo é das mais complicadas. O alemão tem 247 pontos, 59 a menos do que Lewis Hamilton, que pode fechar a conta já em Austin.
 
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube