Vettel puxa 1-2 da Ferrari no TL1 na Bélgica. Albon vai bem e Hamilton é 6º

A F1 voltou das férias com a Ferrari dando as cartas no primeiro treino livre em Spa-Francorchamps na manhã desta sexta-feira (30). Sebastian Vettel foi o mais rápido, seguido por Charles Leclerc. Max Verstappen fechou o top-3, enquanto Alexander Albon virou menos de 0s1 mais lento que o holandês. Lewis Hamilton teve problemas com o pedal do acelerador, completou poucas voltas e foi só o sexto

A F1 está de volta neste fim de semana e, a partir desta sexta-feira (30), acelera com as atividades de pista do GP da Bélgica. E depois de completar um ano sem vitórias, Sebastian Vettel voltou ao palco do seu último triunfo, Spa-Francorchamps, para liderar o primeiro treino livre do dia, marcado pelo domínio da Ferrari. O tetracampeão cravou 1min44s574 na sua melhor volta, feita com os pneus macios. Charles Leclerc, companheiro de equipe de Vettel, foi o segundo colocado.

Logo atrás, ficaram os carros da Red Bull. Max Verstappen finalizou em terceiro, mas o destaque foi a performance do novo piloto taurino, Alexander Albon, promovido a titular na esteira do rebaixamento de Pierre Gasly nas férias. O anglo-tailandês foi o quarto lugar e virou menos de 0s1 mais lento em relação a Verstappen. Só então vieram as Mercedes, que não fizeram uso dos pneus macios. Com os médios, Valtteri Bottas, de contrato renovado, foi o quinto. E Lewis Hamilton, que teve problemas no pedal do acelerador, completou poucas voltas e ficou apenas com o sexto tempo.

O melhor do resto, de forma surpreendente, foi Lance Stroll, sétimo colocado com a Racing Point. O canadense deixou para trás a Renault de Daniel Ricciardo, o companheiro de equipe Sérgio Pérez e Carlos Sainz, da McLaren, décimo colocado. Lá atrás, Daniil Kvyat superou Pierre Gasly, com o rebaixado francês ficando apenas em 18º. E Nicholas Latifi, que substituiu George Russell neste TL1 na Williams, foi mais rápido que Robert Kubica na sessão.

Sebastian Vettel foi o mais rápido desta manhã em Spa (Foto: F1/Twitter)

O segundo treino livre do GP da Bélgica está marcado para logo mais, às 10h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o primeiro treino livre do GP da Bélgica de F1

Depois de quase um mês de férias, a F1 regressou nesta manhã de sexta-feira com o primeiro treino livre do GP da Bélgica. A maior novidade estava nos boxes da Red Bull, que agora conta com Alexander Albon no lugar de Pierre Gasly, rebaixado para a Toro Rosso. Outra mudança foi promovida pela Williams, mas apenas para o TL1, com a presença de Nicholas Latifi no lugar do prodígio britânico George Russell.

Depois de um primeiro ciclo com as voltas de instalação, o silêncio em Spa-Francorchamps foi quebrado pela McLaren de Lando Norris, dando início pra valer ao TL1. Em seguida, os dois pilotos da Mercedes também deixaram os boxes, com destaque para Valtteri Bottas, agora de contrato renovado por mais uma temporada. Lewis Hamilton, por sua vez, começava mal o fim de semana e enfrentava perda de potência antes mesmo de abrir sua primeira volta rápida. O pentacampeão estava lento na pista, mas conseguiu engatar as marchas novamente no fim da volta antes de recolher novamente para os boxes. O real problema estava no pedal do acelerador do W10.

Bottas tomou a ponta da tabela de tempos ao marcar 1min47s535. Em seguida, Robert Kubica e Daniil Kvyat rodaram na saída da curva 1, a La Source. Pouco depois, quem desbancou Bottas foi ninguém menos que Lance Stroll, com 1min47s444. Mas a liderança do piloto canadense da Racing Point durou pouco tempo. Daniel Ricciardo, Max Verstappen e Charles Leclerc tomaram as primeiras posições. O australiano tinha o melhor tempo com quase meia hora de sessão ao marcar 1min46s790.

O carro de Stroll ficou quase nu neste primeiro treino livre na Bélgica (Foto: Reprodução)

Neste período, o safety-car virtual foi acionado para a remoção de detritos da tampa do motor do carro de Stroll que se espalharam na reta Kemmel. Quando a pista foi liberada, Verstappen assumiu a liderança com 1min45s803, deixando Ricciardo para trás. E Albon pulou para terceiro, com tempo 1s157 mais lento em relação ao seu novo companheiro de equipe.

Já na metade final do treino, Carlos Sainz colocou a McLaren na segunda colocação, 0s7 atrás de Verstappen. Hamilton continuava nos boxes sem ainda ter volta cronometrada. O britânico foi liberado pela Mercedes para marcar tempo com pneus médios, mas regressou aos boxes porque seu carro não conseguia transmitir os dados de telemetria. Enquanto isso, Albon era quem avançava para segundo e completava o 1-2 da Red Bull.

Alexander Albon foi um dos bons nomes do treino livre desta manhã (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

A dobradinha taurina durou pouco tempo, já que Bottas, com pneus médios, superou Albon para colocar a Mercedes em segundo. Só que a melhor volta ainda estava por vir, com Leclerc virando 1min44s788 para assumir a ponta. Em seguida, foi a vez de Vettel assumir a liderança com 1min44s574, com os dois pilotos da equipe italiana usando os pneus macios. Verstappen era o terceiro, com Albon em quarto. Só então aparecia Bottas, em quinto.

Demorou mais de uma hora para Hamilton finalmente completar sua primeira volta rápida. Com os pneus médios, o pentacampeão subiu de último para décimo, 2s492 mais lento que a marca de Vettel, pouco antes de o britânico ter sido superado por Kimi Räikkönen, com o finlandês provando que a lesão na perna esquerda não afeta sua pilotagem. Mas o destaque mesmo era Albon, que estava apenas 0s1 atrás de Verstappen. Em sexto, Ricciardo aparecia bem, assim como Sérgio Pérez, da Racing Point.

A Racing Point — que como Force India até já foi pole em Spa, com Giancarlo Fisichella — voltava a andar bem e colocava Stroll em uma surpreendente sexta colocação, atrás de Bottas e à frente de Ricciardo, Pérez, Sainz e Nico Hülkenberg, que fechava o top-10 da sessão. Mas a ordem foi quebrada por Hamilton, que encaixou uma volta melhor e subiu para sexto, desbancando Stroll, com 1min45s973, mas ainda atrás de Bottas.

Nas voltas finais, os pilotos trabalharam em ritmo de corrida, o que acabou por confirmar a dobradinha da Ferrari na abertura do fim de semana em Spa-Francorchamps.

F1 2019, GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, treino livre 1:

1 S VETTEL Ferrari 1:44.574   20
2 C LECLERC Ferrari 1:44.788 +0.214 20
3 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:45.507 +0.933 18
4 A ALBON Red Bull Honda 1:45.584 +1.010 19
5 V BOTTAS Mercedes 1:45.882 +1.308 25
6 L HAMILTON Mercedes 1:45.973 +1.399 16
7 L STROLL Racing Point Mercedes 1:46.198 +1.624 16
8 D RICCIARDO Renault 1:46.426 +1.852 23
9 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:46.433 +1.859 22
10 C SAINZ JR McLaren Renault 1:46.557 +1.983 20
11 N HÜLKENBERG Renault 1:46.669 +2.095 23
12 L NORRIS McLaren Renault 1:46.670 +2.096 19
13 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:47.024 +2.450 20
14 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:47.176 +2.602 18
15 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:47.333 +2.759 22
16 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:47.488 +2.914 21
17 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:47.636 +3.062 20
18 P GASLY Toro Rosso Honda 1:47.968 +3.394 26
19 N LATIFI Williams Mercedes 1:48.784 +4.210 24
20 R KUBICA Williams Mercedes 1:48.966 +4.392 24
    Tempo 107% 1:51.894 +7.320  
           
REC S VETTEL Ferrari 1:41.501 25/08/2019  
MV V BOTTAS Mercedes 1:46.286 26/08/2019  
Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube