Vettel quer que Schumacher, ídolo de infância, continue na F1 em 2013: “É o maior”

Sebastian Vettel cresceu assistindo às vitórias de Michael Schumacher na F1. Hoje, divide as pistas com o heptacampeão e quer continuar fazendo isso no ano que vem

Bicampeão mundial, Sebastian Vettel nunca escondeu sua admiração por Michael Schumacher. Também por isso, o piloto da Red Bull quer que seu ídolo continue competindo na categoria máxima do automobilismo na próxima temporada, mesmo após a perda da vaga na Mercedes para Lewis Hamilton.

Apesar da diferença de idade, hoje é Vettel quem palpita sobre o futuro de Schumacher (Foto: Red Bull/Getty Images)

“Ele é o maior nome que está aí”, declarou Vettel, em entrevista ao jornal alemão ‘Bild’. “É sempre divertido correr contra ele e seria ótimo vê-lo de novo no próximo ano”, comentou.

O piloto, porém, ponderou: “Eu ficaria encantado, mas a decisão é de Michael e ele deve analisar as coisas”. A diferença de idade entre Schumacher e Vettel é grande, de 18 anos. Quando o heptacampeão estreou na F1, em 1991, Seb tinha apenas quatro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube