F1
05/06/2018 13:54

VÍDEO: Márquez acelera com F1 na Áustria, recebe elogio e indica maior diferença para MotoGP: a freada

Marc Márquez recebeu o RB8, carro da Red Bull na temporada 2012 da F1 e com pintura mudada para a da Toro Rosso, e foi para a pisa austríaca de Spielberg. Márquez avaliou as grandes diferenças da moto para o monoposto e recebeu elogios de Helmut Marko, consultor da marca. Segundo Marko, o espanhol fez o bastante para chegar ao meio do pelotão na F1
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Marc Márquez andou com o RB8 em Spielberg (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)



Marc Márquez fez seu primeiro contato da carreira com um carro de F1. A bordo do RB8, o dono do maior número de títulos do Mundial de Motovelocidade nesta década acelerou um monoposto de 2012 pelo traçado do Red Bull Ring, na Áustria. E a Red Bull liberou um vídeo sobre a aventura do espanhol.
 
Patrocinado pela marca dos energéticos há bastante tempo, Márquez recebeu o RB8, carro da Red Bull com que Sebastian Vettel foi campeão mundial - com pintura da Toro Rosso - e desfilou pela pista austríaca repetindo algo que Valentino Rossi e Jorge Lorenzo já fizeram, respectivamente por Ferrari e Mercedes, em outras oportunidades.
 
O vídeo, de pouco mais de 5min, mostra que Márquez explorou a velocidade do monoposto rubro taurino. Recebeu elogios, também. 
 
"Ele é um cara diferenciado na MotoGP e mostrou a mesma coisa aqui, ao volante do F1", disse o consultor da Red Bull, Helmut Marko. "Estou feliz por ele ter se adaptado tão rápido. Inicialmente, havia um programa mais cauteloso, mas eu disse que ele ia pegar a mão logo de cara, e foi o que aconteceu. Eu acho que ele conseguiu um progresso que o colocaria ali pelo menos no meio do pelotão da F1", elogiou.
Marc Márquez (Foto: Red Bull Content Pool)
Márquez também deu seu parecer do que encontrou no teste - em que foi auxiliado por Mark Webber. "Acho que a maior diferença é que na MotoGP você enxerga tudo. Você pode olhar ao redor, usar o seu corpo [para controlar a moto]. E no F1 você está dentro de uma caixa e só vê as duas rodas da frente; é bem difícil." 
 
"Mas o mais complicado mesmo é a freada. Na moto, você aciona os freios e pode mantê-los pressionados. No carro, você freia muito forte no começo, e depois solta", complementou.
 
Além do teste da F1, Márquez lidera a MotoGP no caminho para o quinto título da Classe Rainha: tem 23 tentos de vantagem.