Webber fala em acerto e diz que agora Vettel terá na Ferrari chance de “saber mais sobre si mesmo”

Mark Webber concordou com a decisão de Sebastian Vettel em trocar a Red Bull pela Ferrari para 2015 e disse que agora o alemão terá a chance de "saber mais sobre si mesmo"

Mark Webber dividiu com Sebastian Vettel a Red Bull durante cinco temporadas, entre 2009 e 2013, e agora se mostrou feliz com a escolha do ex-companheiro pela Ferrari. O australiano afirmou que o tetracampeão fez bem em deixar a esquadra austríaca e que terá a chance de viver algo novo. Para Webber, Vettel vai ter a oportunidade em Maranello de "saber muito mais sobre si mesmo".

O piloto alemão não viveu o melhor campeonato no ano passado e enfrentou problemas de adaptação ao RB10, além da forte concorrência do colega de time, Daniel Ricciardo. Diante desse cenário, Vettel entendeu que era hora de buscar novos desafios e acabou fechando contrato com a icônica escuderia italiana, substituindo Fernando Alonso. Para o lugar de Seb, a Red Bull chamou o jovem russo Daniil Kvyat.

Mark Webber acha que Vettel acertou ao ir para a Ferrari (Foto: Getty Images)

"Seb não é um cara bobo", disse o agora piloto da Porsche no WEC em entrevista ao jornal 'Herald Sun'. "Ele entendeu que precisava de uma nova motivação e acho que a decisão de mudar também foi tomada muito cedo, talvez antes mesmo do início da temporada 2014, para ser honesto", completou.

Webber, que nunca escondeu que viveu períodos de desentendimento com Vettel dentro do time chefiado por Christian Horner, também afirmou que a esquadra de Dietrich Mateschitz vai sentir falta da experiência do tetracampeão, apesar do bom trabalho feito por Ricciardo no último ano.

"A questão não é dizer que eles não vão sentir falta de Vettel, mas saber que, quando ele quer algo e está envolvido com isso em um ambiente adequado, ele vai ficar ainda melhor. Outro ponto é que agora falta também continuidade na Red Bull, porque algumas pessoas também deixaram a equipe.”

"Portanto, será interessante ver como o time vai lidar com isso. O carro parece tecnicamente muito bom, mas ainda estamos no início. Mas a Mercedes continua favorita", encerrou.

OS CAMINHOS DO AZAR

A série de coincidências e erros que rondam um círculo vicioso aproximam Chris Amon de Fernando Alonso. OK, um não tem vitória na carreira e outro tem dois títulos, mas chega a impressionar como o espanhol trilha o mesmo caminho de azar do neozelandês desde então. Com um detalhe: Amon passou por McLaren e Ferrari. Com outro detalhe: assim que Amon deixou a Ferrari, os italianos acertaram a mão no carro… Leia a análise completa em texto assinado por Victor Martins no GRANDE PRÊMIO

AINDA NÃO DÁ
A divisão de forças da F1 2015 não está nada clara para os campeões mundiais Sebastian Vettel e Jenson Button. Ambos disseram que ainda não têm noção do quão rápido cada time será quando o campeonato começar no dia 15 de março, na Austrália.
 
Para o tetracampeão, agora na Ferrari, será preciso aguardar pelo início das corridas para entender como serão as disputas. Além disso, o alemão acredita que as atualizações de motor provocarão muitas mudanças no decorrer da temporada. Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO
AÍ NÃO DÁ
Não é de hoje que Felipe Massa sente que a decisão de assinar com a Williams foi acertada, depois de ter sido dispensado pela Ferrari no fim de 2013. O piloto permaneceu na equipe italiana durante oito temporadas, foi vice-campeão em 2008, mas viveu também um período de altos e baixos e contratempos com o companheiro Fernando Alonso. No fim, a falta de resultados acabou provocou sua saída do time. Sem demora, o brasileiro fechou com a esquadra inglesa, que agora atravessa uma fase de renascimento na F1, depois do ano competitivo em 2014.
 
Indo para o segundo ano na escuderia de Grove, Massa concordou que a parceria com os ingleses representou um novo sopro de vida, falou em respeito e confiança e ainda deu uma leve alfinetada na antiga empregadora. "Definitivamente foi", disse Felipe ao ser perguntado pelo site oficial da F1 se vive de fato uma nova fase na carreira. Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube