Tsunoda diz que “não importa” dupla e revela meta: “Que equipe possa confiar em mim”

Yuki Tsunoda garantiu que a alta rotatividade na garagem da AlphaTauri não afetou a maneira de trabalhar. Pelo contrário: é uma chance de provar que é a pessoa para dar repostas técnicas

O ano da AlphaTauri foi atribulado na Fórmula 1. Se Yuki Tsunoda se manteve como titular para o terceiro ano na equipe, o outro lado da garagem viu alta rotatividade: Nyck de Vries começou a temporada foi demitido e trocado por Daniel Ricciardo, que se machucou e abriu caminho para Liam Lawson. Ter tanta diferente ao lado, contudo, não afeta Tsunoda. Ao menos, foi o que falou em entrevista exclusiva concedida ao GRANDE PRÊMIO.

De acordo com Tsunoda, o fato de contar com muita gente tendo primeiro contato com o carro realçou a necessidade e possibilidade e alcançar o objetivo que traçou para 2023: fazer com que a equipe possa confiar e acreditar nos feedbacks dele em relação ao estado atual e destino do carro.

Relacionadas


“Não muda muito, não [ter diferentes companheiros de equipe]. Estou mais focado em mim e, no fim das contas, não importa que qualquer piloto venha ao meu time”, decretou.

“Eles têm o trabalho deles para fazer e precisam se concentrar para que façam o trabalho bem. Eu conheço bem o carro. Estou realmente focado no feedback que posso dar para a equipe, o que eu sinto e o que o time pode melhorar no carro”, afirmou.

Yuki Tsunoda quer se tornar um piloto no qual a equipe pode confiar de olhos fechados quanto ao feedback (Foto: Red Bull Content Pool)

“Mas os dois pilotos precisam entender o carro, e leva tempo para dar feedback claro à equipe. São coisas nas quais eu me concentrei neste ano, especialmente, com a escalação de pilotos sendo instável: que eles pudessem pelo menos confiar em mim em termos de desenvolvimento”, contou.

“Quero ser esse tipo de piloto. E tenho uma meta clara em mim mesmo do que preciso e quero melhorar. Não me afetou [a série de mudanças]. Claro que Daniel, Liam e Nyck são pilotos completamente diferentes, mas, sim, não tive dificuldades com isso”, finalizou.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL e cobre o GP de São Paulo de Fórmula 1 ‘in loco’ com Evelyn Guimarães, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty, João Pedro Nascimento, Luana Marino, Pedro Henrique Marum e Rodrigo Berton. Em SEGUNDA TELA, o GP acompanha a etapa com transmissões da classificação, da sprint e da corrida. Na sexta-feira, no sábado e no domingo, o BRIEFING repercute tudo que acontece na etapa brasileira.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

CHEGA DE ASSÉDIO! O que a F1 pode fazer para EVITAR | WGP
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.