Devastada, Renault presta homenagem e exalta “energia e positividade” de Hubert

A Renault trouxe Anthoine Hubert para fazer parte da sua academia de jovens pilotos no início deste ano. Mas a trajetória antes da F1 foi interrompida de forma trágica neste sábado (31) em Spa-Francorchamps. “Sua performance e conduta dentro e fora da pista foram de verdadeiro cavalheiro e foi um prazer e uma honra tê-lo conosco”, diz a equipe

Em meio a tantos jovens pilotos que sonham com um lugar no grid do Mundial de F1, Anthoine Hubert ganhou um grande apoio no começo de 2019 ao ter sido escolhido pela Renault para fazer parte da sua academia de desenvolvimento. Vinculado à equipe de Enstone, o jovem de 22 anos fazia uma boa temporada de estreia na F2 e já tinha conquistado duas vitórias, nas corridas 2 de Mônaco e da França, as duas em casa. Só que o trágico acidente sofrido neste sábado (31) em Spa-Francorchamps abreviou bruscamente uma trajetória que parecia ter como destino a F1.
 
Entristecida pela perda de um dos seus grandes talentos, a Renault prestou homenagens a Hubert por meio de um comunicado emitido horas depois do acidente fatal.
 
“A Renault Sport Racing está devastada com a perda de um dos seus jovens talentos mais brilhantes. Anthoine Hubert morreu hoje na esteira de um grave acidente envolvendo vários carros no circuito de Spa-Francorchamps”, diz a equipe anglo-francesa.
Anthoine Hubert era uma joia que vinha sendo lapidada pela Renault (Foto: FIA F2)

“Anthoine era um membro da Academia da Renault e corria na F2, o último degrau para a F1. Como campeão da GP3 e membro da FFSA (Federação Francesa), o francês tinha um enorme talento que também trouxe muita energia e positividade para seu campeonato, suas equipes e para a Academia da Renault. Seu sorriso e sua personalidade solar iluminaram nosso formidável grupo de jovens pilotos, que formaram laços estreitos e duradouros”, acrescentou.

 
A Renault destaca o talento de Hubert como fonte de inspiração e, a partir de agora, para sempre na memória e nos corações dos seus membros. “Seus fortes resultados na F2 nesta temporada, incluindo as vitórias em casa em Mônaco e na França, inspiraram não apenas outros jovens pilotos, mas também a Renault Sport de forma mais ampla”.
 
Cyril Abiteboul, diretor-geral da Renault, exaltou o talento de Hubert e não se furtou a falar sobre o vazio deixado pelo jovem francês.
 
“Anthoine era um jovem brilhante. Sua performance e conduta dentro e fora da pista foram de um verdadeiro cavalheiro e foi um prazer e uma honra tê-lo conosco na nossa Academia. Ele vai fazer muita falta às nossas equipes em Enstone e Viry. Seu espírito vai permanecer com a equipe e nós vamos correr pela sua memória”, disse.
 
“Os pensamentos estão com os amigos e a família de Anthoine neste momento trágico”, completou o dirigente neste sábado.

Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar