Líder, Schumacher deixa Mugello com 8 pontos de vantagem para Ilott. Confira classificação

Mick Schumacher chegou para a rodada dupla da Toscana na Fórmula 2 em segundo lugar no campeonato e com 6 pontos de desvantagem para Callum Ilott. Com uma jornada ruim do britânico no sábado e dois top-5, o alemão virou o jogo com seis corridas para o fim do campeonato

O fim de semana em Mugello foi grandioso para Mick Schumacher. O alemão de 21 anos se disse honrado com a oportunidade de guiar novamente a Ferrari F2004 com a qual o pai, Michael Schumacher, conquistou o hexacampeonato do Mundial de Fórmula 1 há 16 anos. Mas antes de entrar no cockpit do lendário carro vermelho na tarde do último domingo (13), Mick consolidou uma jornada que o colocou na liderança da temporada 2020 da Fórmula 2.

Schumacher tem uma vitória em 18 corridas no atual campeonato, tendo triunfado na primeira prova da rodada dupla de Monza, há pouco mais de uma semana. Mas o germânico, que corre pela equipe italiana Prema e é membro da Academia de Pilotos da Ferrari, vem empreendendo enorme consistência desde a segunda etapa disputada em Silverstone, em agosto: desde então, em todas as dez corridas, Mick sempre esteve entre os sete primeiros colocados, faturando a vitória na Itália e outros cinco pódios neste período.

MICK SCHUMACHER; PREMA; MUGELLO;
Mick Schumacher assumiu a liderança do campeonato neste fim de semana na F2 (Foto: Prema Powerteam)

Com o quinto lugar na primeira corrida da etapa de Mugello depois de ter largado em 15º e o quarto na segunda prova do fim de semana, Schumacher tirou proveito especialmente de um sábado ruim de Callum Ilott, líder do campeonato até Monza. O piloto da UNI-Virtuosi foi 12º colocado na primeira prova da etapa da Toscana e foi o sexto no domingo, duas posições atrás de Mick. Assim, o campeonato traz Schumacher com 161 pontos contra 153 de Ilott, também membro da Academia da Ferrari.

A chegada à liderança sacramenta uma escalada enorme de Schumacher no campeonato. O piloto teve um começo difícil de 2020 e era somente o décimo na tabela de pontos depois das quatro primeiras corridas da temporada, todas elas no Red Bull Ring. O dono do carro #20 da Prema chegou a subir para quarto lugar no campeonato depois da rodada dupla da Hungria, mas caiu para nono no primeiro fim de semana de agosto, em Silverstone.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Mas a partir da segunda rodada dupla na antiga base aérea britânica, Schumacher não parou de evoluir na colocação do campeonato: sétimo lugar, que virou quinto depois da etapa da Espanha e quarto após as duas corridas em Spa-Francorchamps, na Bélgica. A vice-liderança em 2020, assumida depois do fim de semana vencedor em Monza, virou liderança com outra jornada consistente em solo italiano.

Outro nome que pode ser considerado vencedor neste fim de semana na Fórmula 2 é o do dinamarquês Christian Lundgaard, piloto da ART Grand Prix. O membro do programa de desenvolvimento da Renault foi sexto colocado na corrida 1 em Mugello e venceu a prova complementar e mais curta. Lundgaard assumiu a terceira posição no campeonato e agora tem 145 pontos.

Em contrapartida, um dos perdedores do fim de semana foi Robert Shwartzman. Também oriundo da Academia de Pilotos da Ferrari, o russo começou muito bem a temporada e despontou como um dos favoritos ao título. Em Mugello, porém, ficou fora dos pontos nas duas corridas.

FÓRMULA 2; ROBERT SHWARTZMAN; PREMA; MUGELLO;
Robert Shwartzman despencou para o quarto lugar após rodada dupla de Mugello (Foto: Prema Powerteam)

No confronto entre vencedores e perdedores, Nikita Mazepin foi um dos que teve um fim de semana para ser lembrado. O russo, que corre pela equipe Hitech, triunfou na corrida 1 em Mugello e saltou para a quinta posição na tabela.

O avanço de Mazepin também representa a queda íngreme de Yuki Tsunoda. O japonês de 20 anos, pupilo da Red Bull e da Honda, chegou até a ocupar a terceira posição no campeonato, mas ficou fora dos pontos nas três últimas corridas. Tsunoda caiu para sexto e soma agora 123 pontos, em cenário que dificulta a obtenção da superlicença para correr na Fórmula 1 a partir do ano que vem.

Louis Delétraz, que corre pela Charouz na Fórmula 2 e é integrante da Haas na Fórmula 1 como reserva e piloto de testes, foi outro que fez bonito. O suíço foi terceiro colocado na corrida 1 em Mugello e voltou ao pódio como segundo na etapa complementar. Na soma dos resultados, Delétraz agora tem 122 pontos, só um a menos que Tsunoda, e é o sétimo.

Guanyu Zhou, que marcou só 6 pontos nas últimas três corridas, está na oitava posição da tabela com 108 tentos, contra 89 do veterano Luca Ghiotto, que está na F2 (ou GP2, antigo nome da categoria) desde 2016. O italiano de 25 anos, que corre também pela Hitech, foi segundo lugar na corrida 1 em Mugello e tem 89 tentos, enquanto Felipe Drugovich, quarto colocado no sábado, completa o top-10 do campeonato até agora com 79 pontos.

Pedro Piquet segue com 2 pontos, enquanto Guilherme Samaia é o único dentre os 23 pilotos do grid da Fórmula 2 ainda sem abrir pontuação em 2020.

Assim como a Fórmula 1, a Fórmula 2 volta a correr dentro de duas semanas para a rodada dupla de Sóchi, na Rússia. Depois, vai fazer uma pausa de mais de dois meses para voltar só no Bahrein com corridas nos dias 28 e 29 de novembro. A temporada 2020 da principal categoria de acesso à Fórmula 1 vai ser encerrada nos dias 5 e 6 de dezembro, também no Bahrein, no anel externo do circuito de Sakhir.

Confira a classificação da F2 após rodada de Mugello:

VitóriasPontos
1M SCHUMACHERPrema1161
2C ILOTTUNI-Virtuosi3153
4C LUNDGAARDART2145
3R SHWARTZMANPrema3140
5N MAZEPINHitech2127
6Y TSUNODACarlin2123
7L DELÉTRAZCharouz122
8G ZHOUUNI-Virtuosi108
9L GHIOTTOHitech189
10F DRUGOVICHMP279
11D TICKTUMDAMS177
12N MATSUSHITAMP142
13M ARMSTRONGART36
14J AITKENCampos35
15J DARUVALACarlin26
16J VIPSDAMS16
17G ALESIHWA8
18A MARKELOVHWA5
19R NISSANYTirdent5
20S GELAELDAMS3
21P PIQUETCharouz2
22M SATOTrident1
23G SAMAIACampos0

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube