Shwartzman dispara na frente e vence corrida 1 da F2 em Baku. Punido, Drugovich é 14º

Robert Shwartzman largou na pole, beneficiado pela regra do grid invertido, e liderou de ponta a ponta a corrida 1 da Fórmula 2 no Azerbaijão. Dan Ticktum deu um show de ultrapassagens e foi o segundo. Felipe Drugovich foi punido por toque em Liam Lawson e foi o 14º, duas posições à frente de Guilherme Samaia

Temporal inunda circuito de Spa-Francorchamps nesta sexta-feira (Vídeo: Reprodução)

Faltava uma grande exibição de Robert Shwartzman na temporada 2021 da Fórmula 2. Depois da manhã deste sábado (5) no Azerbaijão, não falta mais. O russo largou na pole-position da corrida 1 nas ruas de Baku, sendo beneficiado pela regra do grid invertido, abriu vantagem na ponta e jamais foi ameaçado. O piloto da Prema coroou a performance sólida com uma vitória imponente no circuito urbano azeri.

Quem deu show de ultrapassagens foi Dan Ticktum. O britânico da Carlin chegou a estar em sexto depois da relargada da corrida após o incidente na primeira volta e escalou o pelotão para terminar na segunda colocação, sendo seguido pelo líder do campeonato, Guanyu Zhou, da UNI-Virtuosi, que garantiu um lugar no pódio com a terceira posição.

Em contrapartida, Felipe Drugovich, companheiro de equipe de Zhou, teve uma jornada complicada em Baku. O brasileiro tocou no carro de Liam Lawson na primeira volta, em incidente que envolveu também Oscar Piastri. O neozelandês e o piloto da Prema abandonaram, enquanto o brasileiro recebeu uma pesada punição de 10s por ter causado a colisão. Nono lugar na pista, Drugovich caiu para 14º. Guilherme Samaia, da Charouz, foi o 16º.

ROBERT SHWARTZMAN; FÓRMULA 2; BAKU; AZERBAIJÃO;
Robert Shwartzman fez corrida dominante e venceu neste sábado em Baku (Foto: F2/Twitter)

Jehan Daruvala, da Carlin, foi o quarto, seguido por Théo Pourchaire, da ART Grand Prix. Ralph Boschung, em outra ótima corrida, foi o sexto, à frente de Marcus Armstrong, que venceu duelo com Jüri Vips na linha de chegada para terminar em sétimo. David Beckmann, da Charouz, e Bent Viscaal, da Trident, completaram a lista dos dez primeiros.

Viscaal, pela regra do grid invertido em relação à primeira corrida, vai largar na frente na corrida 2. A largada está prevista para 10h35 (horário de Brasília) e vai contar com transmissão ao vivo do canal por assinatura BandSpors e do serviço de streaming F1 TV Pro.

Saiba como foi a corrida 1 da Fórmula 2 no Azerbaijão

A primeira volta foi um tanto caótica no circuito urbano azeri: nada menos que quatro pilotos abandonaram a corrida naquele momento. Jack Aitken foi espremido na curva 1, rodou e ficou fora. Logo depois, um incidente envolveu o pole da corrida principal, Liam Lawson, Oscar Piastri e Felipe Drugovich, que tocou no carro do piloto do programa da Red Bull. Lawson e Piastri também deixaram a corrida, assim como Alessio Deledda.

A direção de prova teve de acionar o safety-car. Pouco depois, quando a corrida foi retomada, os comissários anunciaram a pesada punição imposta a Drugovich: 10s no tempo de volta. O brasileiro aparecia na nona colocação, enquanto Guilherme Samaia vinha em 14º.

LIAM LAWSON; FÓRMULA 2;
Liam Lawson foi um dos pilotos que abandonou na primeira volta (Foto: F2/Twitter)

Com a relargada, Shwartzman não apenas manteve a liderança, mas abriu uma vantagem confortável. Foi a partir deste momento que Dan Ticktum começou a dar show no circuito azeri. De sexto lugar no reinício da prova, o britânico ganhou posições preciosas ao ultrapassar Ralph Boschung, Marcus Armstrong, Jehan Daruvala e Dan Ticktum e assumiu o segundo lugar nas voltas seguintes.

Outro piloto que fazia grande prova era Théo Pourchaire. De oitavo colocado na relargada, o prodígio francês fez a ultrapassagem em cima de Jüri Vips. Quando a corrida se encaminhava para seu desfecho, o piloto da ART Grand Prix superou Boschung, subiu para o sexto lugar e partiu para cima de Armstrong.

Em contrapartida, Samaia não conseguiu se manter em 14º e perdeu posições na sequência da corrida. O piloto da Charouz caiu para 17º depois de cometer um erro e ficar bem longe de sonhar com pontos.

Já Felipe Drugovich andou a maior parte da prova em nono. Entretanto, o paranaense não conseguiu abrir vantagem suficiente para se manter na zona de pontuação em razão da punição sofrida e, acrescidos os 10s de sanção, caiu para 14º.

As últimas voltas reservaram uma briga boa pelo sétimo lugar entre Armstrong, que pouco antes havia sido superado por Boschung, e Vips. A disputa teve o neozelandês como vencedor por apenas 0s069, enquanto o estoniano perdeu o ponto de frenagem na reta dos boxes e por pouco não causou um acidente depois do fim da corrida.

MARCUS ARMSTRONG; JÜRI VIPS; RALPH BOSCHUNG; FÓRMULA 2; F2
Jüri Vips quase provocou acidente na linha de chegada (Foto: Fórmula 2/Twitter)

No fim das contas, após 21 voltas, Shwartzman se reencontrou com a vitória e triunfou pela primeira vez na temporada 2021 da Fórmula 2.

Fórmula 2 2021, Azerbaijão, corrida 1, final:

1R SHWARTZMANPrema44:35.73421 voltas
2D TICKTUMCarlin+5.411
3G ZHOUUNI-Virtuosi+8.872
4J DARUVALACarlin+10.352
5R BOSCHUNGCampos+11.039
6T POURCHAIREART Grand Prix+13.124
7M ARMSTRONGDAMS+14.455
8J VIPSHitech+14.524
9D BECKMANNCharouz+17.299
10B VISCAALTrident+17.764
11C LUNDGAARDART Grand Prix+19.738
12R VERSCHOORMP +21.064
13L ZENDELIMP +21.837
14F DRUGOVICHUNI-Virtuosi+25.849
15M NANNINICampos+35.970
16R NISSANYDAMS+42.471
17G SAMAIACharouz+49.289
18M SATOTrident+1:31.300
19A DELEDDAHWA +21 voltas
20J AITKENHWA +21 voltas
21L LAWSONHitech+21 voltas
22O PIASTRIPrema+21 voltas

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar