Agora presidente, Agag busca novo diretor-executivo para montar “superequipe” administrativa na FE

Alejandro Agag foi promovido de diretor-executivo para presidente da Fórmula E. O espanhol, homem-forte da categoria desde a concepção, está em busca de alguém que possa ocupar o cargo que está deixando para, assim, ajudá-lo a tocar o campeonato

O homem que apareceu como principal responsável pelo sucesso da Fórmula E desde seu princípio, Alejandro Agag, vai assumir o cargo de presidente da FE. A informação saiu no mês passado, mas agora Agag – que deixa o cargo de diretor-executivo – explicou o motivo de achar que a mudança é positiva para o campeonato: reforçar a equipe de gestão.
 
Agag juntou forças com o presidente da FIA, Jean Todt, desde a concepção do campeonato e trabalhou por mais de um ano até as corridas de fato começarem, em agosto de 2014. Sempre como diretor-executivo, entretanto, cargo que está deixando.
 
A mudança para presidente só vai ser efetuada exatamente quando um novo diretor-executivo por anunciado. Agag acredita que alguém a seu lado dividindo as questões diretivas da categoria será fundamental no processo de desenvolvimento. 
 
"É uma maneira de reforçar a equipe de gestão. Acredito que agora existe a oportunidade de dividir os papéis entre um presidente e um diretor-executivo porque isso, na minha opinião, permitiria uma melhor administração", disse ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
A largada da FE em Marrakech (Foto: Virgin)

"Será uma melhora em relação ao que temos hoje: contar com um diretor-executivo que se encarregue das tarefas que eu não tenho tempo de fazer ou não faço tão bem. Assim, vou poder me concentrar em fazer o meu", seguiu.

 
O novo papel de Agag como presidente vai ser encabeçar relações com parceiros comerciais e negociar com cidades que se interessem em ingressar no calendário da FE. O diretor-executivo passará a supervisionar áreas mais esportivas, por exemplo.
 
"Talvez eu não saiba muito sobre nada, mas vou poder me concentrar nas minhas especialidades, naquilo que eu acredito ser melhor. Creio que é uma boa solução para montar uma equipe de administração superpoderosa", encerrou.
 
Com Agag no comando, a FE conseguiu crescer em atenção e interesse de cidades e grandes fábricas em seus primeiros cinco anos de história, mas ainda encara críticas com relação à parte esportiva. Há quem acredite que os eventos são burlescos demais. 
 
O campeonato 2018/19 segue neste fim de semana, com o eP de Santiago. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube