Chefe da Mercedes sugere reformulação para Fórmula E “dar passo à frente”

Toto Wolff, chefe da Mercedes, afirmou que a Fórmula E deve aproveitar a debandada de equipes para "se reformular". Além da marca prateada, Audi e BMW também estão de saída

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
Mitch Evans, com chances grandes de título, não conseguiu largar e foi atingido em cheio por Edoardo Mortara (Vídeo: Fórmula E)

Toto Wolff, chefe da Mercedes, acredita que a Fórmula E pode utilizar a debandada de montadoras como oportunidade para se reinventar. Com Mercedes, Audi e BMW de saída, o dirigente sente a possibilidade de um destaque maior no cenário do automobilismo.

Wolff até reconhece que o momento é delicado, dado que Mercedes, Audi e BMW eram montadoras centrais da FE, mas sente que nem tudo está perdido quando o assunto é o futuro.

“As reviravoltas sempre trazem oportunidades de mudanças. À primeira vista, claro, é muito ruim ver três equipes de ponta deixando a categoria ao mesmo tempo. Talvez a Fórmula E precise de uma reformulação agora para dar algum passo à frente. A entrada de algumas outras equipes, possivelmente algumas privadas. Assim ela crescerá, pois estará em destaque”, disse Wolff ao jornal alemão Bild.

Mesmo com os bons resultados obtidos, a Mercedes confirmou que deixará a Fórmula E em 2022, após três anos na categoria, para concentrar o foco e os investimentos na Fórmula 1. A decisão foi tomada pela Daimler, que comanda a Mercedes e enxerga a categoria rival como um investimento mais frutífero para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis. BMW e Audi, em contrapartida, deixaram o grid já ao fim da temporada 2020/21.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Nyck De Vries, campeão da Fórmula E (Foto: FIA Fórmula E)

Além da coroação do trabalho da Mercedes, campeã com Nyck De Vries, Wolff também pôde celebrar o trabalho da Venturi. A equipe monegasca é parceira da marca alemã, além de ser capitaneada pela esposa do dirigente austríaco, Susie Wolff.

“Com toda certeza estamos felizes pelo título. Não apenas Edoardo Mortara foi um postulante ao título, mas o piloto da Susie [Wolff], Norman Nato, venceu o último EP em Berlim”, seguiu.

“Isso deve, pelo menos, ser considerado um sucesso igual. Tornar uma equipe privada competitiva sem uma grande corporação por trás e levá-la a vitórias e um vice-campeonato mundial, não poderia ser um resultado melhor”, destacou Wolff.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar