Conselho Mundial do Esporte a Motor analisa e adia decisão sobre calendário da terceira temporada da F-E

Não foi ainda dessa vez que a terceira temporada da F-E teve seu calendário aprovado para a FIA - mas a F-E fez questão de confirmar: o rascunho do calendário não foi rejeitado. Mas ficou claro, em reunião do Conselho Mundial do Esporte a Motor, nesta sexta-feira (24) em Turim, que a FIA ainda não está convencida com o calendário

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A FIA analisou e não deu luz verde para o calendário proposto pela F-E para a realização da temporada 2016-17, a terceira da história da categoria. A discussão aconteceu nesta sexta-feira (24) durante reunião do Conselho Mundial do Esporte a Motor em Turim, na Itália.
 
Segundo a revista inglesa 'Autosport', a FIA não gostou da grande diferença entre as primeiras etapas. Essa foi uma das discordâncias das quais a federação quer uma resposta antes de dar seu OK. Mas tanto a FIA quanto a F-E fizeram questão de negar que o rascunho tenha sido negado. A próxima reunião do conselho é em setembro, mas uma votação sobre o calendário pode ser realizada em edição especial na chamada 'Fax Vote'.
 
"O calendário não foi rejeitado hoje, e uma lista provisória de corridas será divulgada logo. O calendário está sendo terminado e precisa de claridade. Algum tempo adicional é necessário para divulgar o calendário real, e isso tem que ser completado e comunicado muito rapidamente", a F-E informou ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
 
O calendário proposto pela F-E tem começo marcado para 9 de outubro com o eP de Hong Kong. Apenas duas provas estão marcadas para este ano: a nova de Hong Kong e uma outra ainda a ser definida – mas, esperava a F-E, fosse em Marrakech. Caso a distância entre a primeira prova precise ser coberta com outra corrida, os carros elétricos ainda podem voltar a Punta del Este em dezembro. Mas a prova uruguaia ainda está fora de discussão no momento.
Ainda não, Agag (Foto: Reprodução/Twitter)
Depois da corrida marcada para 12 de novembro, mais de três meses de espera até a data seguinte, 18 de fevereiro, em Buenos Aires. Neste período, apenas a corrida virtual que Alejandro Agag anunciou para Las Vegas em 8 de janeiro.
 
Em abril, duas corridas marcadas: para a Cidade do México, no dia 1º, e para o dia 22, em local a ser confirmado. Long Beach e Cingapura estavam em negociações que, até agora, não deram muitos frutos. A temporada europeia começava, então, com corridas em semanas seguidas: 13 e 20 de maio em Mônaco e Paris. A prova na capital francesa foi adiada para evitar confronto com o GP de Mônaco da F1.
 
Bruxelas e Berlim, em 10 e 24 de junho, encerram a perna europeia. Duas rodadas duplas – em 15 e 16, depois em 29 e 30 de julho -, respectivamente em Montreal e Nova York, encerram a temporada. 
 
Além do calendário, a F-E também adiou por enquanto o anúncio das companhias que vão assumir a produção de chassis e baterias. Mudanças esportivas, no entanto, foram definidas. A partir da temporada que vem, apenas um ponto será dado ao dono da melhor volta da prova, não duas. E a potência dos carros irá cair quando o limite de energia utilizada for ultrapassado. A forma como isso será feito ainda está para ser especificada.
 
A segunda temporada da história da F-E termina no próximo final de semana com a rodada dupla de Londres nos dias 2 e 3 de julho.
 
PADDOCK GP #34 ENTREVISTA CHRISTIAN FITTIPALDI E FALA SOBRE LE MANS E F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube