FE

Da Costa assume “culpa” por incidente com Sims em Marrakech: “Não deveria ter lutado pela posição”

António Félix da Costa assumiu a culpa pelo incidente em Marrakech e admitiu que não deveria ter disputado a liderança com Alexander Sims. Piloto português se desculpou com o time e lamentou a dobradinha perdida
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
António Félix da Costa assumiu a responsabilidade pelo incidente que tirou da BMW uma dobradinha no eP de Marrakech deste sábado (12). O português reconheceu que não deveria ter disputado posição com Alexander Sims e se desculpou com a equipe alemã.
 
Félix da Costa e Sims foram dominantes na corrida deste sábado e chegaram a abrir 3s para o terceiro colocado. A vitória, no entanto, escorreu por entre os dedos já na reta final da disputa, quando Alexander, com o modo de ataque ativado, atacou o companheiro de equipe. Na curva final, os dois passaram reto. António foi ao muro e abandonou, enquanto o inglês ficou com o quarto posto, atrás de Jérôme D’Ambrosio, Robin Frijns e Sam Bird.
António Félix da Costa assumiu culpa por incidente em Marrakech (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Falando após a corrida, António foi rápido em assumir sua responsabilidade e se desculpar com a equipe.
 
“Foi minha culpa. Devia ter deixado Alexander passar e ir, assegurando a dobradinha”, assumiu Da Costa. “Pilotos são pilotos e nós queremos ganhar. Daí o que aconteceu. Eu não deveria ter lutado pela posição”, seguiu.
 
“Nós conversamos e está tudo bem. Eu pedi desculpas para a equipe”, contou. “Aprendemos com isso e saímos mais fortes”, completou.
 
Chefe da BMW, Jens Marquardt disse que analisou o incidente com os pilotos e todos concordaram que algo assim não deve se repetir.
 
“Durante a fase final da corrida, os dois BMW iFE.18 estavam em posições promissoras. Infelizmente, não conseguimos capitalizar da nossa boa performance”, lamentou Marquardt. “Ocorreu um contato entre os nossos pilotos pouco antes do final e António Félix da Costa teve de abandonar. Alexander Sims conseguiu terminar a corrida na quarta colocação”, relatou.
 
“Nós analisamos o incidente com os dois pilotos e vamos aprender com isso conforme a temporada continua”, garantiu. “Nós todos concordamos que um incidente como este não vai se repetir”, concluiu.