Duval diz que pilotos só elogiam Fórmula E “porque são pagos” e critica carros

Loïc Duval não sente saudades dos anos na Fórmula E. O francês vê os carros lentos demais e sente que só os bons salários justificam os elogios feitos pelos pilotos

A Fórmula E virou uma queridinha no esporte a motor, mas não é necessariamente unanimidade entre pilotos. Loïc Duval, que pilotou no certame por três anos, colocou o dedo na ferida: de acordo com o francês, só o dinheiro traz satisfação em uma categoria de carros lentos e pouco prazerosos.

“Não gosto da Fórmula E porque, para mim, os carros não são rápidos”, afirmou Duval, entrevistado pelo Motorsport.com. “Eu gosto das cidades, do formato, de correr em pistas de rua. Só que eu já pude correr na Fórmula E, já tive a chance de ficar atrás do volante, e você não aproveita a pilotagem tão bem quanto em outros carros”, seguiu. 

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Loïc Duval não é fã dos carros da Fórmula E (Foto: Reprodução)

“Qualquer piloto dizendo que é ótimo pilotar na FE só o faz porque está no campeonato e é pago para correr. Claro que ele não será contra. Só que não tem como ser tão divertido quanto em um protótipo, um carro do DTM ou do Super GT. Isso é fato”, destacou.

A questão financeira citada por Duval é, de fato, um grande atrativo para pilotos. A FE não desenvolveu uma cultura de pilotos pagantes e permite bons salários.

Apesar disso, a decisão do piloto foi de mudar o rumo da carreira. Depois de uma temporada 2016/17 decepcionante, o francês encerrou o ciclo na FE com três temporadas e dois pódios. A decisão para o futuro foi de competir no DTM, com aparições ocasionais em campeonatos de endurance.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube