Senna anuncia participação em temporada inaugural da Extreme E

Bruno Senna é mais um nome confirmado para a temporada de estreia da Extreme E, categoria elétrica de SUVs. O brasileiro, que se junta a nomes como Sébastien Ogier, Jamie Chadwick e Lucas Di Grassi, mostrou animação com o desafio totalmente novo que vai encarar

O grid da Extreme E está, aos poucos, tomando forma para sua primeira temporada da história. A categoria elétrica de SUVs, braço direito da Fórmula E, agora anunciou a entrada de Bruno Senna.
 
O brasileiro se junta a outros 11 nomes já mencionados que irão compor o campeonato de estreia da categoria. Entre eles estão Sébastien Ogier, hexacampeão mundial de rali, Jamie Chadwick, campeã da temporada 2019 da W Series, e Lucas Di Grassi, campeão da temporada 2015/16 da Fórmula E.
 
“Extreme E é um desafio completamente diferente de qualquer coisa. O objetivo da categoria é alertar sobre os problemas encontrados em suas praças de corrida. Correr em cidades, você tem noção de tudo o que está acontecendo – é próximo da realidade das pessoas”, comentou.
Bruno Senna (Foto: Reprodução)

“Extreme E vai correr em locais afastados do dia a dia das pessoas. Todos temos que fazer alguma coisa. Cada pequena mudança contribui para a causa e o estilo de vida que temos hoje não é sustentável”, seguiu.
 

“Qualquer coisa que puder fazer, como poupar água e reciclar, pode ajudar. Esperamos trazer conscientização para a audiência. É uma causa muito importante”, completou.
 
O sobrinho de Ayrton já espera um grande desafio para se adaptar ao carro. “É difícil saber o que esperar sobre o E-SUV. Vai ser muito interessante pilotar algo tão diferente e único – nunca estive em algo assim antes”, destacou.
 
“Espero que minha experiência sirva bem para mim. Fiz muitas corridas off-road quando criança, então correr em diferentes terrenos não é novo para mim, mas esse vai ser um novo tipo de competição – mal posso esperar”, concluiu.

A previsão é que o pontapé aconteça em 2021. Capitaneada por Alexandre Agag e Gil De Ferran, a categoria deve passar por lugares como Himalaia, Deserto do Saara e Floresta Amazônica.

 

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube