F2

Sem dinheiro, Frijns deixa campeonato da GP2 e é substituído por Quaife-Hobbs na Hilmer

O atual campeão da World Series disputou cinco etapas pelo time alemão, conquistando uma vitória e 45 pontos em cinco etapas. Agora ele será substituído por Adrian Quaife-Hobbs
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Robin Frijns terminou na frente no treino em Nürburgring (Foto: GP2)

Robin Frijns está fora do restante da temporada 2013 da GP2. Mesmo tendo sido campeão da World Series no ano passado e vencido a etapa de Barcelona, o holandês, que não tem um forte patrocinador, foi substituído nesta quarta-feira (24) por Adrian Quaife-Hobbs na equipe Hilmer.

Pelo Twitter, o neerlandês lamentou ficar de fora da etapa de Hungaroring. “Então é isso. Sem dinheiro, sem carro. Vencer campeonatos não é o bastante nos dias de hoje! Boa sorte a todos os pilotos da GP2”, disse.
Robin Frijns está sem vaga para o restante de 2013 (Foto: GP2/LAT Photo)

Frijns começou a temporada como piloto em desenvolvimento da Sauber, mas com a equipe em crise para pagar salários e fornecedores ele jamais teve apoio na GP2. Ainda assim, conseguiu disputar cinco etapas do campeonato de acesso pela Hilmer, conquistando 45 pontos e dois pódios, até ser substituído por Quaife-Hobbs.

O britânico, por sua vez, estava na MP e ocupa a 16ª posição na tabela de pontos. Ele conquistou o segundo lugar na corrida curta de Mônaco como melhor resultado até agora.

A MP disse que vai anunciar o substituto de Quaife-Hobbs nesta quinta-feira.