Sergio Pérez venceu uma corrida animada para os padrões de Mônaco e terminou bem visto no Ranking GP. Já Mick Schumacher tomou a direção oposta

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramPinterestEmail
FÓRMULA 1 2022: PÉREZ TRIUNFA EM BOBEIRA DA FERRARI EM MÔNACO | Paddock GP #289

Uma das únicas formas de dar algum dinamismo ao GP de Mônaco é o clima colaborar e entregar chuva. Foi o que aconteceu no último fim de semana e fez a corrida atrasar em quase uma hora. Charles Leclerc estava bem posicionado para finalmente vencer em casa, mas foi atrapalhado pelas circunstâncias, como havia acontecido em Barcelona. A Ferrari errou na estratégia e tirou o piloto da casa da briga. Sorte de Sergio Pérez.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
Confira todas as edições do Ranking GP aqui

Mais rápido que Max Verstappen ao longo de todo fim de semana do GP de Mônaco, Pérez aproveitou o equívoco da Ferrari para tomar a dianteira e nunca mais ser efetivamente ameaçado. É a terceira vitória dele no ano e rendeu uma das maiores notas do fim de semana, ao lado de Leclerc. Rendeu também uma renovação contratual.

A pior nota ficou para Mick Schumacher, que voltou a causar um acidente grave e certamente um prejuízo indigesto para a Haas ao partir o carro no meio.

As notas do Ranking GP são dadas por Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum.

Sergio Pérez venceu pela primeira vez na carreira em Mônaco neste domingo (Foto: Red Bull Content Pool)

Confira as notas:

1) Sergio Pérez – 8.5 – Saiu a primeira de Pérez em 2022! E foi nas ruas, especialidade da casa. Mas, olha, não foi o melhor fim de semana que Checo teve, não. O mexicano até chegou a bater na classificação, deu sorte de não ter quebrado tanto o carro e, na prova em si, foi muito veloz, oportunista, se defendeu bem, mas é verdade também que a Ferrari colaborou bastante. Mas uma vitória justa, já deveria ter mais de 1 em 2022, inclusive.

2) Carlos Sainz – 8.0 – Apesar de ter perdido de novo de Leclerc na classificação e, muito possivelmente chegasse atrás do companheiro em situação normal, Sainz merece muitos elogios. O espanhol foi o estrategista de si próprio. Sim, quando a Ferrari estava louca para errar na tática e marcar a Red Bull com intermediários, como fez com Leclerc, Sainz bateu o pé e ficou na pista. Deu certo, pódio justo!

3) Max Verstappen – 7.0 – A verdade é que Max não se encontrou em momento algum do fim de semana, viu? Mas a fase é tão boa que se perder o fim de semana todo ainda rende pódio para o holandês. Fato é que sofreu para se adequar ao carro em Mônaco e andou, em geral, bastante tempo atrás de Pérez. Ainda saiu com vantagem maior para Leclerc, uma loucura.

Decepção de Leclerc, que tinha vitória nas mãos em Mônaco (Foto: Sébastien Bozon/AFP)

4) Charles Leclerc – 8.5 – Tem coisa que é difícil de explicar no esporte, né? Como que Leclerc nunca venceu em casa, por exemplo, é uma delas. E são sempre fatores aleatórios. Acidentes estranhos, alguma coisa do tipo. A Ferrari que o tirou de combate no último domingo, com uma estratégia bem atrapalhada que o fez sair da frente da dupla da Red Bull. Uma pena.

5) George Russell – 8.0 – Não foi o fim de semana mais inspirado, o de Russell no GP de Mônaco. Aliás, de quase ninguém, né? Mônaco é assim, afinal. Mas estava lá de novo o inglês no top-5, assim como em todas as corridas do ano até aqui. Que regularidade!

6) Lando Norris – 8.0 – Por falar em regularidade, Lando Norris, hein? Vai carregando a McLaren nas costas de forma impressionante e segue sempre ali próximo dos líderes. Fez corrida mais junta com Russell e com o top-4 do que com Alonso e os demais. Voando.

7) Fernando Alonso – 7.5 – Ficou marcado na corrida por um ritmo devagar, quase parando, que segurou Hamilton e um monte de gente, mas foi muito bem, sim. Estava lento? Sim, mas ninguém passa ninguém em Mônaco, fez a corrida dele. E acabou ainda com os pneus em ótimo estado, tudo deu muito certo.

8) Lewis Hamilton – 6.0 – Pelo segundo ano seguido, Lewis ficou atravancado atrás de carros muito mais lentos e simplesmente não conseguiu sair dali. Não tem muito a dizer além disso, a classificação ruim acabou com qualquer chance de resultado melhor.

9) Valtteri Bottas – 6.5 – Outro que teve um fim de semana abaixo do que vem mostrando, mas, mesmo assim, nos pontos de novo. E a Alfa Romeo não parecia estar grandes coisas, foi uma boa performance. Só fica mesmo o registro que, enquanto a pista estava molhada, Valtteri parecia correr com o freio de mão puxado.

10) Sebastian Vettel – 7.0 – Vettel anda bem em Mônaco, né? Não foi brilhante também, mas esteve nos pontos e isso não tem sido fácil com a Aston Martin merece créditos!

Pierre Gasly foi bastante ousado em Mônaco (Foto: AlphaTauri)

11) Pierre Gasly – 7.0 – Sim, Gasly ficou de novo de fora dos pontos, mas, mais uma vez, é tudo na conta da AlphaTauri. O francês beirou o top-5 em todos os treinos livres e, quando veio a classificação, foi mandado para a pista sem tempo para abrir a última volta. E acabou largando em 17º. Na corrida, foi basicamente o único piloto que passou alguém – e passou 3! Muito bem ao colocar intermediários logo na largada, foi ousado e corajoso. Merecia ter pontuado.

12) Esteban Ocon – 7.0 – Com todo respeito a Hamilton, mas Ocon não podia ter sido punido por aquele toque, né? O heptacampeão mergulhou otimista na curva 1, um ponto em que nem Gasly passou neste domingo. Esteban só se defendeu e a batida foi inevitável. Os 5s tiraram 2 pontinhos do francês, que cruzou em nono.

13) Daniel Ricciardo – 3.5 – Toda corrida a gente vem aqui dizer as mesmas coisas, então, desta vez, vamos resumir: foi muito mal, longe dos pontos e perdeu de Norris feio de novo.

14) Lance Stroll – 4.5 – Tirando a batida ainda em safety-car, não foi exatamente um horror. Mas Vettel pontuou, aí complica para Lance.

15) Nicholas Latifi – 4.0 – Deu uma pancada no muro antes da largada que foi coisa de cinema. Só que, incrivelmente, foi melhor que Albon. Sim…

Mick Schumacher se envolveu em mais um acidente grave em pista de rua (Foto: Reprodução)

16) Guanyu Zhou – 2.5 – Absolutamente apagado desde o início do GP da Emília-Romanha. Dá a impressão de que nunca mais vai pontuar do jeito que está. Tenebroso nas últimas provas.

17) Yuki Tsunoda – 3.5 – Voltou a ter uma corrida muito ruim, encontrou o muro, não teve ritmo também. Não fosse uma bandeira vermelha bizarra no sábado, teria largado na última fila. Não que fosse mudar muito a posição final, né?

18) Alexander Albon – 3.5 – Fez uma boa classificação, mas a corrida foi um horror. Pneu furado, erros, uma luta com esse carro péssimo e ainda chegou atrás de Latifi. Sem defesa hoje.

NC) Mick Schumacher – 2.0 – Mick precisa urgentemente e, sim, é urgentemente mesmo, parar de bater. Nas pistas de rua, então, isso já vira uma questão de saúde. Mais uma paulada perigosíssima em Mônaco. A sina continua.

NC) Kevin Magnussen – 4.5 – Bem apagado no fim de semana, acabou abandonando com problemas no motor. A Ferrari, hein? Será que vai deixar a galera na mão?

Volta de apresentação atrás do Safety-Car (Reprodução/F1)

GP de Mônaco – 6.5 – Mônaco, né? Mas, dentro do possível, foi divertido! Chuva, caos, batidas, troca de liderança, drama. Claro que em disputa de pista foi horrível, mas aí não tem o que fazer com carros enormes num traçado assim.

Melhor GP – GP do Bahrein – 8.5
Pior GP – GP da Austrália – 4.5
Média: 6.7

MÉDIA DA TEMPORADA:

1- Max Verstappen – 8,6
2- Charles Leclerc – 8,4
3- George Russell – 8,0
4- Sergio Pérez – 7,9
5- Valtteri Bottas – 7,5
6- Lando Norris – 7,3
7- Esteban Ocon – 6,9
8- Alexander Albon – 6,4
8- Pierre Gasly – 6,4
10- Lewis Hamilton – 6,3
10- Fernando Alonso – 6,3
12- Carlos Sainz – 6,0
13- Kevin Magnussen – 5,6
14- Yuki Tsunoda – 5,5
14- Sebastian Vettel – 5,5
16- Lance Stroll – 4,9
17- Nico Hülkenberg – 4,8
18- Daniel Ricciardo – 4,3
18- Guanyu Zhou – 4,3
20- Mick Schumacher – 3,4
20- Nicholas Latifi – 3,4

PÉREZ AUMENTA HISTÓRIA DE CINDERELA COM VITÓRIA EM MÔNACO NA FÓRMULA 1 2022
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar