Palou segue em alta, passa Herta, vence GP de Road America e dispara na Indy

Álex Palou brilhou em Road America, ultrapassou Colton Herta na reta final e venceu pela terceira vez nas últimas quatro corridas. Espanhol disparou na liderança do campeonato

Álex Palou segue imparável na Indy. O piloto da Ganassi venceu o GP de Road America, disputado neste domingo (18) e disparou na liderança do campeonato. Após largar de segundo, o espanhol se manteve na cola do pole Colton Herta durante quase toda a corrida, e com um lindo ataque por fora na curva 1 já na reta final de corrida, faturou a prova em Elkhart Lake.

Herta largou da pole e liderou o maior número de voltas da corrida, mas o piloto da Andretti não chegou sequer no pódio. Sem ritmo nas voltas finais, acabou ultrapassado pela Penske de Josef Newgarden, pela McLaren do mexicano Pato O’Ward e pela Ganassi do neozelandês Scott Dixon. O dono do carro #26 segue sem vencer na Indy desde maio de 2022.

Relacionadas


O sueco Marcus Ericsson manteve os 100% de aproveitamento no top-10 ao fechar na sexta posição, seguido pelo dinamarquês Christian Lundgaard, da RLL, que foi o sétimo. Em boa recuperação, Scott McLaughlin saiu com o oitavo lugar, seguido pela Andretti de Kyle Kirkwood e a McLaren de Alexander Rossi.

O brasileiro Helio Castroneves conquistou o melhor resultado do ano fora dos ovais. Com a Meyer Shank, o piloto se valeu das diversas confusões à frente e fechou no 15º posto, apenas uma posição atrás do companheiro de equipe Simon Pagenaud.

A Indy retorna em duas semanas com mais um misto: a tradicional etapa de Mid-Ohio, que acontece no dia 2 de julho, também com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Álex Palou (Foto: Indy)

Saiba como foi o GP de Road America da Indy:

A largada foi dada às 14h30 (de Brasília, GMT-3). Herta deu um bom salto, fechando O’Ward e manteve a liderança. Kirkwood acertou a traseira de Pato e acabou rodando. Quem se deu muito bem foi Marcus Armstrong, que aproveitou toda a confusão para ir de oitavo ao terceiro posto. Newgarden era quarto, com Rossi em quinto. A bandeira amarela surgiu para o resgate de Kirkwood, que religou o carro e voltou para a prova sem tomar volta.

Ainda em bandeira amarela, alguns pilotos optaram por ir aos boxes, como os casos de Rosenqvist, Dixon, Power, Grosjean e Castroneves. A corrida foi reiniciada na volta 4. Herta saiu bem na ponta, enquanto Palou precisou aguentar pressão de Armstrong. Lundgaard superou Rossi e assumiu a quinta posição.

Lundgaard se empolgou ao tentar ultrapassar Newgarden na curva 4 e acabou tocado, cedendo a posição de volta para Rossi. Na volta 9, Rosenqvist já estava fora do top-10 quando foi tocado por Rinus VeeKay na curva 2 e rodou, caindo para o último lugar.

Com a corrida mais morna, o top-10 se estabeleceu com Herta na liderança, Palou em segundo, Armstrong em terceiro, Newgarden em quarto, Rossi em quinto, Lundgaard em sexto, O’Ward em sétimo, DeFrancesco em oitavo, Ferrucci em nono e Ericsson em décimo. O sueco da Ganassi começou a ganhar terreno, tirando os pilotos de Foyt e Andretti da frente.

Andando na 17ª colocação, Grosjean errou sozinho ao passar na grama da curva 4 na volta 12 e parou na caixa de brita. Antes mesmo da bandeira amarela surgir. Praticamente todo o grid foi aos boxes para pit-stop, e eventualmente o pace-car foi acionado na volta 13. Quem se deu bem foi Newgarden, superando Armstrong nos boxes e assumindo o virtual terceiro lugar.

A rodada de Romain Grosjean em Road America (Vídeo: Indycar)

A relargada aconteceria na volta 16, mas Jack Harvey escapou sozinho na última curva e tocou o muro, mantendo a bandeira amarela. A corrida foi reiniciada de vez na volta 20. Herta, mais uma vez, pulou bem e seguiu líder, seguido por Palou e Newgarden. Armstrong foi para cima de Rossi na curva 8 e assumiu o quinto posto. Ericsson despencou de nono para 13º e gerou um toque com Simon Pagenaud, que também perdeu terreno. O’Ward passou Lundgaard na reta principal e assumiu o sexto posto.

Na volta 23, Newgarden aproveitou um erro de Palou para tomar o segundo lugar na curva 4. Na mesma balada, Rossi aproveitou para tirar Armstrong da frente e retomar o quarto posto. Uma volta depois, o neozelandês acabou superado também por O’Ward e Lundgaard, caindo para o sétimo posto.

Com 25 voltas, mais uma bandeira amarela. David Malukas era o 14º quando encostou na curva 8 e acabou abandonando. Os pits foram abertos e praticamente todo o pelotão foi aos boxes para a segunda parada. Palou saiu à frente entre os ponteiros, com Newgarden atrás e Herta perdendo para ambos. Únicos a não entrarem, Armstrong e Power assumiram as duas primeiras posições.

A corrida foi reiniciada na volta 29. Armstrong liderou, com Power em segundo. Palou se livrou de Harvey, que era retardatário. Quem vacilou foi Newgarden, que perdeu tempo e acabou superado por Herta e O’Ward. No giro seguinte, Colton foi para cima de Álex na curva 9 e tomou o terceiro posto.

Na volta 32, Armstrong foi aos boxes, cedendo a liderança para Power. Dois giros depois, foi a vez do australiano mergulhar no pit. Grosjean, de retardatário, atrapalhava o andamento do pelotão da frente. Herta retomou a ponta, com Palou em segundo, O’Ward em terceiro, Newgarden em quarto e Dixon no quinto lugar.

Com 20 voltas para o fim, a vantagem de Herta para Palou era de 0s7. Rossi e Rosenqvist, que se chocaram em Detroit, voltaram a batalhar, com o sueco saindo em vantagem e assumindo o sétimo posto. Ambos estavam atrás de Ericsson. Álex começou a encurtar a distância de Colton na ponta.

Na última janela de pit-stops, Herta veio primeiro na volta 41. No giro seguinte, foi a vez de Palou, O’Ward, Newgarden e Dixon ao mesmo tempo nos boxes. Colton ainda saiu em vantagem e sustentou a liderança virtual sobre Álex e Josef. Power tinha a ponta andando de pneus macios, enquanto o resto do pelotão andava de duros.

Com 9 voltas para o fim, Will cedeu e foi aos boxes pela sétima vez. Herta e Palou eram separados apenas pelo visual. Por fora na curva 1, Álex superou o piloto da Andretti e tomou a liderança. Sem ritmo, Colton também viu Newgarden o superar pelo segundo posto e acabou até fora do pódio, perdendo posições para O’Ward e Dixon. Na volta final, o mexicano e o neozelandês batalharam pela posição final no top-3, e o piloto da McLaren teve vantagem.

Indy 2023, GP de Elkhart Lake, Road America, Corrida:

1A PALOUGanassi Honda1:50:04.66455 voltas
2J NEWGARDENPenske Chevrolet+4.561 
3P O’WARDMcLaren Chevrolet+6.754 
4S DIXONGanassi Honda+6.971 
5C HERTAAndretti Honda+10.932 
6M ERICSSONGanassi Honda+11.520 
7C LUNDGAARDRLL Honda+15.883 
8S MCLAUGHLINPenske Chevrolet+16.282 
9K KIRKWOODAndretti Honda+17.548 
10A ROSSIMcLaren Chevrolet+19.637 
11G RAHALRLL Honda+21.473 
12R VEEKAYCarpenter Chevrolet +22.105 
13W POWERPenske Chevrolet+25.669 
14S PAGENAUDMeyer Shank Honda+31.429 
15H CASTRONEVESMeyer Shank Honda+33.623 
16S FERRUCCIFoyt Chevrolet+34.300 
17R HUNTER-REAYCarpenter Chevrolet +42.466 
18C ILOTTJuncos Chevrolet+42.953 
19A CANAPINOJuncos Chevrolet+44.800 
20F ROSENQVISTMcLaren Chevrolet+49.089 
21B PEDERSENFoyt Chevrolet+51.976 
22S RAY ROBBDale Coyne Honda+1:09.665 
23D DEFRANCESCOAndretti Honda+1:23.640 
24M ARMSTRONGGanassi Honda+1 volta 
25R GROSJEANAndretti Honda+1 volta 
26J HARVEYRLL Honda+1 volta 
27D MALUKASDale Coyne Honda+31 voltasNC
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.