Atingido por King em pit-stop na Indy 500, mecânico da RLL apresenta melhora após cirurgia na perna

Chris Minot segue no Hospital Metodista de Indianápolis, onde se recupera de cirurgia em uma das pernas. A RLL emitiu comunicado celebrando que o mecânico esteja se sentindo bem após acidente preocupante com Jordan King nos boxes

Chris Minot, mecânico da RLL atingido por Jordan King durante pit-stop nas 500 Milhas de Indianápolis, já dá sinais de evolução. Admitido no Hospital Metodista de Indianápolis com lesão em uma das pernas, Minot está fora de perigo e melhorando.
 
As informações são da própria RLL, que relata também uma cirurgia de sucesso na perna lesionada.
 
“Ficamos aliviados por saber que o Chris [Minot] está se sentindo bem após a cirurgia na perna esquerda”, descreveu o comunicado. “Ele vai passar a noite no Hospital Metodista. Ele é membro dessa equipe há quase dez anos e é uma grande peça. Não temos dúvidas de que ele voltará mais forte”, seguiu.
Jordan King atropelou o mecânico da RLL (Foto: Reprodução/Twitter)

O incidente aconteceu no segundo ciclo de pits, ainda na primeira metade da Indy 500. Minot foi vítima de um erro de cálculo de King, que entrou mais rápido do que devia no box. Por sorte, o mecânico não foi atingido pelo carro em si, e sim por um pneu descontrolado. Mesmo assim, foi suficiente para deixar o oval de Indiana em uma ambulância.

 
King perdeu muito tempo nos boxes e viu a corrida ir pelo ralo. O britânico conseguiu cruzar a bandeira quadriculada, mas duas voltas atrás, no distante 24º lugar.
 
A Indy 500 teve vitória de Simon Pagenaud. O francês saiu triunfante em disputa direta com Alexander Rossi nas últimas voltas.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube