Indy

Castroneves valoriza presença no GP de Indianápolis e admite: “Ainda não entendi o acidente da última Indy 500”

Helio Castroneves vai participar das duas corridas em Indianápolis. O brasileiro destacou as vantagens de estar também no misto e mostrou-se bem confiante para as duas provas, ainda que não saiba até hoje o que causou seu acidente na Indy 500 2018

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Helio Castroneves é um dos grandes nomes do grid das 500 Milhas de Indianápolis. Mesmo fora do grid da Indy no resto da temporada, o brasileiro volta com a Penske para a Indy 500 e para o GP de Indianápolis, buscando vitórias e usando a prova no misto para readaptação. O veterano falou também do abandono em 2018, explicando que ainda não sabe o que gerou o acidente.
 
Helio começou falando da prova no misto, que acontece duas semanas antes da principal corrida do calendário. O brasileiro acredita que a Penske evoluiu em relação ao que teve em 2018 e brincou com o fato de usar o conhecimento dos companheiros de equipe titulares para pegar as manhas do carro novo.
 
"Seria bom vencer no misto. Estivemos perto ano passado, tivemos quase um pódio, mas as estratégias se misturaram muito em 2018. Gosto muito da pista, é ótima, tem pontos traiçoeiros, gosto muito. Nosso time melhorou bastante o carro nesse segundo ano dos kits, estamos ainda mais fortes. A boa notícia para mim é ter meus companheiros fazendo a temporada toda, posso me dar ao luxo de pedir ajuda a eles. Mas eu gosto muito de testar, ajuda a responder muita coisa", disse o brasileiro.
Helio Castroneves vai para mais uma Indy 500 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Falando da Indy 500, prova em que venceu três vezes, fez quatro poles e é um dos maiores nomes, o paulista admitiu não ter entendido o acidente que gerou seu abandono em 2018, mas confia na reação e na repetição do ótimo ritmo que teve na prova vencida pelo companheiro Will Power.
 
"É bom estar de volta. Fiz bastante simulador, é diferente estar no SportsCar e voltar, você estranha no começo, mas lembra que ficou aqui por 20 anos, você não esquece. Vai ser bem importante correr no GP de Indianápolis por várias razões, mas principalmente pela readaptação. Ainda não sei o que aconteceu no acidente do ano passado, sigo confuso. Mas virei a página e espero ser rápido e buscar essa vitória em 2019", completou.
 
Helio está entre os pilotos que vão participar do teste coletivo desta quarta-feira (24) em Indianápolis. O GRANDE PRÊMIO transmite aqui