Herta vence em Laguna Seca em dia de show de Grosjean. Palou é 2º e põe mão na taça

Em dia de show de ultrapassagens de Romain Grosjean, Colton Herta dominou e venceu em Laguna Seca. Álex Palou também bateu Romain, chegando em segundo e ficando muito perto do título da Indy

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Colton Herta dominou e voltou a vencer em dia de show de Romain Grosjean no GP de Laguna Seca. Neste domingo (19), o americano triunfou pela segunda vez em 2021 e puxou um pódio com o virtual campeão, Álex Palou, e Grosjean.

A vitória de Colton foi a segunda do americano no misto californiano e a quarta da família, já que seu pai, Bryan, levou também em 1998 e 1999. Mas a manchete maior ali foi a disputa pelo título, que agora tem Palou, O’Ward e Josef Newgarden vivos, mas com o catalão muito pertinho do triunfo: com 54 pontos em jogo, Álex tem 517, Pato vem com 482 e Josef, 469.

Fora da briga pelo campeonato, mas vivendo grande ano, Grosjean teve uma atuação memorável. Agressivo, empilhou ultrapassagens pelos mais diversos pontos da pista e, no fim, saiu de 13º para terceiro, quase apertando Palou.

Graham Rahal teve mais uma ótima corrida para cruzar a linha final em quarto, na frente de um Pato O’Ward que, pelo menos, chega com chances matemáticas na decisão. Marcus Ericsson, em sexto, deixou oficialmente a disputa.

Newgarden ficou em sétimo, em mais uma excelente corrida de recuperação, mas que dificilmente vai servir para o sonho do tricampeonato. Simon Pagenaud, Oliver Askew e Ed Jones completaram o top-10, com Scott Dixon, fora da briga, em 13º, e Helio Castroneves em 24º.

A final da Indy acontece já no domingo que vem, com as ruas de Long Beach definindo o campeão da temporada 2021. Palou, O’Ward e Newgarden definem quem fica com a taça.

Colton Herta levou a melhor contra Palou e Grosjean em Laguna Seca (Foto: IndyCar)

Confira como foi o GP de Laguna Seca

A Indy partiu para a prova californiana às 16h30 (em Brasília). Colton Herta saiu bem e segurou a ponta, com Alexander Rossi, Will Power, Álex Palou, Scott Dixon e Pato O’Ward na sequência. Oliver Askew saiu muito mal, despencando para nono.

Lá no fundo, Romain Grosjean saía bem, de 13º para décimo, com Josef Newgarden recuperando um pouco de terreno, em 16º. As confusões começavam com Felix Rosenqvist rodando, mas voltando a tempo de evitar a bandeira amarela.

Na volta 2, porém, a amarela surgiu. Herta pisou na terra, Rossi achou que dava para mergulhar, forçou e tocou o companheiro. Alex levou a pior e rodou na terra, despencando para último e parando a corrida.

Veio a relargada na volta 4, com Herta, Power, Palou e Dixon nas primeiras posições. De pneus duros, Pato já começava seu calvário de novo, perdendo postos para Ericsson e Pagenaud. Newgarden vinha em 15º, Helio Castroneves, em 19º.

Logo no nono giro, a Penske mexia na tática e tirava os pneus duros de Newgarden, colocando macios no #2. Só que fez o mesmo com os carros do time que estavam de macios, também parando cedo Pagenaud e McLaughlin. Power ia junto aos boxes, mas ali era problema no motor, deixando a disputa pela vitória.

As manobras aconteciam com as paradas rolando, embaralhando bem o grid. Entre os que ainda não tinham pit-stops feitos, Grosjean fez linda manobra para cima de Dixon no Saca-Rolha, mesma curva em que Rosenqvist rodava mais uma vez.

Romain Grosjean teve um início de corrida daqueles (Foto: IndyCar)

O líder Herta adotava uma abordagem mais convencional, indo aos boxes apenas na volta 19. Grosjean tomava a dianteira provisória, mas logo pararia. Isso aconteceu no 21º giro, com Ed Jones fazendo o mesmo. Herta voltava a liderar e apenas Sato e Bourdais tentavam alongar ainda o stint. A ordem tinha: Herta, Sato, Palou, Bourdais, Newgarden, O’Ward, Ericsson, Pagenaud, McLaughlin, Hunter-Reay, Rahal, Dixon e Grosjean.

Newgarden perdia totalmente o ritmo no fim da vida útil dos pneus macios e já despencava para décimo. A segunda parada era questão de tempo e veio na 25ª volta, colocando pneus duros e retornando atrás de Sato e Bourdais, que paravam também.

Na volta 30, Herta liderava com 2s para Palou, 23s4 para O’Ward e 24s2 para Ericsson, três que ainda sonhavam com título. Dixon vinha em 11º, logo depois de tomar mais um passão de Grosjean no Saca-rolha. Newgarden seguia sofrendo, apenas em 19º, precisando de milagre.

Aí que Sato resolveu aparecer da pior forma possível: rodou e acertou Dixon, atrasando o neozelandês e arrebentando a própria suspensão. Apesar da bandeira verde seguir, McLaughlin, Harvey e O’Ward paravam. O mexicano, de novo, colocava pneus duros.

Palou fazia o segundo pit-stop junto e voltava na segunda colocação, com toda cara de quem encaminharia fortemente o título ainda neste domingo. Herta tinha 29s5 de vantagem para o catalão, mas ainda teria de parar em breve. Grosjean, Jones e O’Ward fechavam o top-5.

A prova batia metade das 95 voltas com Herta de volta dos boxes só 1s2n na frente de Palou, sofrendo com o tráfego de retardatários. O’Ward, Ericsson, Rahal e Newgarden surgiam atrás, 30s distantes dos ponteiros. Grosjean e Jones, novamente parando juntos, eram 11º e 14º.

O calvário de Newgarden seguia com um terceiro pit-stop na volta 49, novamente com pneus duros acionados, tentando esticar o stint. O americano voltava só em 13º, cada vez mais longe da briga pelo título. Palou ainda pressionava Herta, preso no retardatário Rosenqvist.

Felix Rosenqvist segurou muito os líderes (Foto: IndyCar)

O trilho formado por Hinchcliffe que tinha uma série de retardatários, Herta e Palou continuava firme. Colton finalmente passava Rosenqvist na volta 60, mas ainda tinha uma boa turma pra superar. Pato, 17s atrás de Herta, tentava aproveitar a situação.

Herta e Palou conseguiam, enfim, driblar boa parte dos retardatários, enquanto O’Ward parava de conseguir diminuir distância para os líderes. Colton tinha 3s0 para Álex e 17s3 para Pato, que via Ericsson, Rahal, Pagenaud e Grosjean no retrovisor.

Com 30 voltas para o fim, Rahal limpava Ericsson e tomava o quarto lugar. Abria-se, então, a última janela de paradas, com Palou, O’Ward, Rahal, Ericsson e Jones abrindo os trabalhos. Na saída dos boxes, aliás, Marcus pisava na terra e quase rodava.

Herta fazia a parada e, mesmo voltando atrás de Grosjean, não gastou tempo e superou o francês na reta. O reposicionamento depois dos pit-stops finais tinha Herta com 5s6 para Palou, 13s1 para Rahal, 16s8 para O’Ward, Ericsson 19s2 atrás, aí Pagenaud, Grosjean, Askew, Newgarden e Hunter-Reay.

Pato O’Ward lutou bravamente para seguir firme no campeonato (Foto: IndyCar)

O show de Grosjean seguia. O francês passava Pagenaud, Ericsson e se metia na briga do título com uma manobra espetacular por fora em cima de O’Ward. Rahal era o próximo alvo e ali já valeria um vaguinha no pódio.

A manobra para cima de Rahal saiu com 12 voltas para o final, tomando a terceira colocação do americano. O francês sonhava com a segunda colocação, mas tinha 10s para tirar para Palou com os pneus macios já ficando mais gastos.

Na caçada incansável a Palou, Grosjean acabou tocando forte com Johnson no Saca-Rolha, com o americano defendendo com unhas e dentes o catalão. Romain insistia, mas tinha 3s para tirar em seis voltas.

Não deu para Romain, por mais divertido que tenha sido o final da prova. Colton levou a melhor, mas Palou é quem saiu rindo de orelha a orelha, com uma mão na taça.

Indy 2021, GP de Laguna Seca, Monterey, Final:

1C HERTAAndretti Honda2:02:31.54495 voltas
2A PALOUGanassi Honda+1.975 
3R GROSJEANDale Coyne Honda+3.709 
4G RAHALRLL Honda+13.862 
5P O’WARDMcLaren Chevrolet+24.697 
6M ERICSSONGanassi Honda+28.503 
7J NEWGARDENPenske Chevrolet+29.727 
8S PAGENAUDPenske Chevrolet+30.422 
9O ASKEWRLL Honda+32.468 
10E JONESDale Coyne Honda+47.994 
11R HUNTER-REAYAndretti Honda+1:07.184 
12S McLAUGHLINPenske Chevrolet+1:13.494 
13S DIXONGanassi Honda+1:16.360 
14S BOURDAISFoyt Chevrolet+1 volta 
15J HARVEYMeyer Shank Honda+1 volta 
16C DALYCarpenter Chevrolet+1 volta 
17J JOHNSONGanassi Honda+1 volta 
18R VEEKAYCarpenter Chevrolet+1 volta 
19F ROSENQVISTMcLaren Chevrolet+1 volta 
20J HINCHCLIFFEAndretti Honda+1 volta 
21M CHILTONCarlin Chevrolet+1 volta 
22C ILOTTJuncos Chevrolet+1 volta 
23D KELLETTFoyt Chevrolet+1 volta 
24H CASTRONEVESMeyer Shank Honda+1 volta 
25A ROSSIAndretti Honda+2 voltas 
26W POWERPenske Chevrolet+2 voltas 
27T SATORLL Honda+12 voltasNC

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar