DRR descarta apenas cumprir tabela e fala em vencer Indy 500 2024: “Único objetivo”

Dennis Reinbold, um dos donos da DRR, diz que participação nas 500 Milhas de Indianápolis é o 'centro' de toda a operação e aponta possibilidades dentro de um orçamento maior

A DRR vai completar em 2024 o 25º ano competindo na Indy, mas, em nove das últimas dez temporadas, a equipe disputou apenas as 500 Milhas de Indianápolis — a única exceção foi em 2020, quando fez também as três etapas no traçado misto do lendário circuito.

Neste ano, não será diferente para o time de Dennis Reinbold, que correrá a principal prova da categoria em parceria com a Cusick Motorsports. A ideia não é apenas formar grid na Indy 500, mas vencer a corrida nesta temporada, com os experientes Ryan Hunter-Reay e Conor Daly.

“Nosso único objetivo é vencer a corrida”, disse Reinbold. “Nosso critério é darmos tudo pela vitória e termos os melhores pilotos possíveis. As 500 Milhas de Indianápolis são o centro do que fazemos. Não temos patrocinadores para investir em diversas disciplinas no automobilismo, então focamos nessa prova”, completou o dirigente.

Nas últimas dez participações no oval de Indianápolis, a Dreyer & Reinbold ficou no top-10 em três ocasiões, mas, apesar de estar um pouco atrás por não ser uma equipe que disputa a temporada completa, Dennis destaca o trabalho que está sendo realizado pelo time em busca da tão sonhada vitória.

Dennis Reinbold é um dos donos da equipe (Foto: Joe Skibinski/IndyCar)

“Estamos empolgados com o esforço que temos feito em conjunto, talvez o maior que realizamos. Para ganhar, estamos um pouco atrasado, mas é nosso objetivo”, declarou Reinbold.

O discurso coloca uma pressão extra nos pilotos? Aparentemente, não. Tanto Hunter-Reay quanto Daly estão alinhados com o chefe.

“Ano passado, achei uma tremenda vantagem o foco exclusivo da equipe na Indy 500. Ninguém estava cansado, todos motivados. A atenção que eles colocam nos detalhes é a melhor que já vi — e olha que já estive com muitas equipes grandes”, declarou Hunter-Reay que foi 11ª pela equipe em 2023. “Se não tivéssemos uma falha em uma peça que custa US$ 25 (aproximadamente, R$ 120), estaríamos brigando pelo top-5 no final”, apontou.

Ryan Hunter-Reay será novamente o piloto do carro #23 (Foto: Indy)

Daly também destacou o histórico da Dreyer & Reinbold na pista e falou que esta é a melhor oportunidade possível para ele. “Todo ano que estive aqui para as 500 [Milhas de Indianápolis], e foram muitas vezes nas últimas temporadas, eu via um carro da equipe entre os cinco, dez primeiros. Não viemos aqui para perder, Ryan e eu queremos vencer. Da forma como as coisas estão indo, essa é a melhor chance para nós”, finalizou.

A 108ª edição das 500 Milhas de Indianápolis está marcada para o dia 26 de maio, mas a temporada 2024 da Indy começa antes: o GP de São Petersburgo abre o calendário no próximo 10 de março.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.