Indy

Ganassi encerra mistério e anuncia contratação de Kanaan para temporada 2014 da Indy

Atual vencedor das 500 Milhas de Indianápolis e com o passe em alta, brasileiro deixa KV após três temporadas e abre novo ciclo na carreira ao lado de Scott Dixon, Charlie Kimball e do amigo Dario Franchitti, de quem já foi parceiro nos tempos de Andretti

Warm Up / HUGO BECKER, de Guarulhos


A Ganassi aproveitou o inusitado atraso no único treino livre previsto para a rodada dupla de Houston para enfim, fazer o anúncio do ano: Tony Kanaan é o mais novo contratado da equipe e estreia com as cores do time na temporada 2014 da Indy, fechando seu ciclo na KV após três anos e uma vitória épica na edição de 2013 das 500 Milhas de Indianápolis.
Tony Kanaan e Chip Ganassi serão parceiros em 2014 (Foto: Chris Owens/IndyCar)
Com o passe em alta após o triunfo na 97ª edição da Indy 500 com um carro de um time ainda considerado médio, Kanaan soube usar as cartas que tinha na manga. Endureceu a negociação com sua atual equipe ao mesmo tempo em que passou a falar não só com Chip Ganassi como também com a Joe Gibbs para, quem sabe, tentar um novo rumo na Nascar.
 
Os rumores a respeito da confirmação de um acerto com uma das equipes mais vitoriosas da Indy cresceram consideravelmente nas últimas semanas, sobretudo na imprensa norte-americana. A certeza, no entanto, só veio nesta sexta-feira (4): enquanto funcionários da categoria remendavam uma vala aberta na curva 1 do traçado de Houston, que recebe neste fim de semana a última rodada dupla de 2013, a turma da Ganassi se apressou para convocar uma coletiva de imprensa fora do previsto e anunciou aquela que, ao lado da volta de Juan Pablo Montoya à categoria junto à Penske, é a maior novidade para 2014.

O brasileiro, naturalmente, exaltou o atual momento. "Eu não poderia estar mais feliz por me juntar a esta organização. Eles são referência para as outras equipes da Indy", afirmou. "Chip criou uma organização fantástica que alcançou sucesso por uma única razão: vencer, tanto corridas quanto campeonatos. Mal posso esperar para estar aqui no próximo ano. Este é um grande dia para mim", comemorou, entusiasmado, o mais novo membro do time.
 
Kanaan correrá no quarto carro da Ganassi e será companheiro de equipe de Scott Dixon, Charlie Kimball e do amigo Dario Franchitti – de quem já foi parceiro nos tempos de Andretti – sob as cores da NTT Data, gigante japonesa do ramo das telecomunicações que será a patrocinadora principal do novo carro #11 do brasileiro.
Jim Campbell, Tony Kanaan e Chip Ganassi durante coletiva em Houston (Foto: John Cote/IndyCar)
Da Tasman à Ganassi: o ponto alto da carreira de Tony

Campeão da Indy Lights em 1997, 'TK' chegou à Indy em 1998, pela Tasman. Conquistou dois pódios em sua temporada de estreia, nas etapas de Laguna Seca e Houston. No ano seguinte, pela Forsythe, venceu pela primeira vez, em Michigan. De 2000 a 2002, correu na Mo Nunn, onde teve pouco sucesso, e somente em 2003, ao se transferir para a Andretti, teve um carro verdadeiramente competitivo nas mãos. 
 
O primeiro e até agora único título do brasileiro veio em 2004. Entre 2005 e 2009, esteve sempre na luta pelo campeonato, mas encerrou sua passagem pelo time de Michael Andretti após a temporada 2010. Na KV do amigo Jimmy Vasser, sofreu durante três longos anos com o desempenho instável da escuderia, mas atingiu a glória máxima ao vencer a edição de 2013 das 500 Milhas de Indianápolis – cartada determinante para a definição de seu futuro. Ao todo, foram 16 vitórias, 16 poles e 64 pódios em 274 largadas.
 
Às vésperas de completar 39 anos e consagrado como ídolo e estrela do automobilismo norte-americano, Kanaan chega à maior equipe de sua trajetória na Indy com todas as credenciais para voltar a lutar diretamente por títulos – sobretudo pelo fato de a Ganassi ter confirmado que trocará os motores Honda pelos Chevrolet para 2014.
 
Um novo ciclo se abre para Tony, e tudo indica que será um ciclo de glórias. Mais um.