Castroneves lamenta 21º lugar no misto de Indianápolis, mas reitera: “É um processo”

Apenas 21º no GP de Indianápolis, Helio Castroneves afirma que o ritmo da Meyer Shank permitira apenas lutar pelo top-15. Piloto teve de desviar de Rinus VeeKay e perdeu posições

Helio Castroneves fala sobre o GP de Indianápolis 2 (Vídeo: Divulgação)

Helio Castroneves conquistou um resultado pouco expressivo no GP de Indianápolis 2, disputado neste sábado (14). O brasileiro da Meyer Shank finalizou a prova no misto do Brickyard apenas na 21ª posição. Foi a primeira prova do piloto de 46 anos no Speedway desde a histórica vitória na Indy 500, em maio.

Castroneves crê que o ritmo da Meyer Shank #06 era apenas para top-15 no misto de Indianápolis. O brasileiro também citou que perdeu posições no fim da corrida ao se envolver no enrosco que fez o holandês Rinus VeeKay, da Carpenter, rodar já na reta final da prova.

“Foi um dia interessante. Nosso ritmo era para os 15 primeiros, não era para os 10 primeiros. Foi interessante, no finalzinho infelizmente nos enroscamos com um piloto que rodou na nossa frente, tive de sair pela direita na grama e perdemos posições, disse o brasileiro.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Helio Castroneves teve classificação ruim em Indianápolis (Foto: IndyCar)

“Acho que o melhor que poderíamos ter feito hoje era 14º. Terminamos em 21º, o que não mudou muito, mas aprendemos muito, foi muito interessante pelo fato de todos estarem aqui. Com o pit-stop aprendendo, eu também aprendendo. É um processo”, comentou,

Após duas participações seguidas em Nashville e Indianápolis, Castroneves terá um fim de semana de pausa no oval de Gateway. O brasileiro retorna no GP de Portland, agendado para o dia 12 de setembro.

COMO PUNIÇÕES NO GRID DA F1 2021 FAZEM VERSTAPPEN LEMBRAR… HAMILTON | GP ÀS 10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar