Button revela que pandemia impediu planos de estreia na Indy pela McLaren em 2021

Jenson Button testaria pela Indy em 2020, mas a pandemia de Covid-19 e compromissos na TV impediram o campeão mundial, que planejava correr em 2021

Campeão mundial da Fórmula 1 em 2009, Jenson Button teve planos frustrados de guiar pela McLaren na Indy em 2021. O piloto inglês revelou, em entrevista à publicação inglesa Motorsport News, que a pandemia de Covid-19 prejudicou a oportunidade que receberia.

Fora da Fórmula 1 de forma integral desde 2016 [com participação especial no GP de Mônaco de 2017], Button se dedicou ao Super GT e tinha planos de testar a McLaren na Indy em 2020, com o desejo de competir em circuitos mistos e de rua em 2021, mas o cancelamento dos testes por conta da pandemia cortou a possibilidade.

“Existia a possibilidade de correr em 2021 na Indy, mas não veio pela Covid. Eu era esperado para participar de dois testes. Não fiz o primeiro pelo Covid, foi cancelado, e o segundo era entre as duas corridas da Áustria”, disse em entrevista. Button serve de comentarista da Sky Sports, emissora inglesa que transmite a Fórmula 1.

Button e Lewis Hamilton na McLaren (Foto: Hoch Zwei)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Perdi a oportunidade, o que foi uma pena porque tinha o objetivo de correr em mistos. Não faria os ovais, apenas os mistos, mas não aconteceu. Se não tivesse a Covid, teria acontecido, e tenho certeza que muitos dizem a mesma coisa”, completou.

A McLaren retornou ao grid da Indy em 2020 com a dupla de jovens pilotos formada por Patricio O’Ward e Oliver Askew, com direito ao terceiro carro para Fernando Alonso disputar a Indy 500. Para 2021, Askew foi substituído pelo sueco Felix Rosenqvist, enquanto o colombiano Juan Pablo Montoya assume o carro extra nas 500 Milhas de Indianápolis.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube