Newgarden faz GP de Mid-Ohio impecável, espanta zica e finalmente vence em 2021

Não teve bandeira amarela, falha mecânica ou falta de pneus que tirasse a vitória de Josef Newgarden no GP de Mid-Ohio. Impecável, o americano venceu pela primeira vez em 2021

Teve emoção nas voltas finais do GP de Mid-Ohio, mas acabou a zica de Josef Newgarden na temporada 2021 da Indy. Neste domingo (4), o americano teve pilotagem impecável, liderou praticamente de ponta a ponta e finalmente venceu no campeonato após perder corridas por falha mecânica, bandeiras amarelas e problemas nos pneus. Josef, assim, volta de vez para a briga pelo título.

O pequeno sufoco sofrido por Newgarden veio justamente nas voltas finais, com Marcus Ericsson apertando o passo e colando no rival. De toda forma, o sueco sai do misto de Lexington com um segundo lugar, se aproximando dos líderes do campeonato.

Falando em líder do campeonato, Álex Palou salvou um pódio em Mid-Ohio, ampliando a vantagem em cima de Pato O’Ward, que chegou na oitava colocação. Scott Dixon, em dia apagado, ainda foi quarto, seguido por Alexander Rossi, Graham Rahal e Romain Grosjean, em mais uma boa corrida na temporada de estreia.

Santino Ferrucci manteve o impressionante 100% de aproveitamento de top-10 na temporada, chegando em nono, com Takuma Sato na décima colocação. Colton Herta, em dia em que tudo deu errado nos boxes, foi só 13º.

A Indy agora para por mais de 1 mês, voltando em 8 de agosto, com a corrida nas ruas de Nashville.

Josef Newgarden finalmente venceu no GP de Mid-Ohio (Foto: IndyCar)

Confira como foi o GP de Mid-Ohio

A largada do GP de Mid-Ohio aconteceu às 13h05 (em Brasília), com uma bandeira verde que foi praticamente recorde de tão pouco tempo que ficou. É que Ryan Hunter-Reay ficou preso atrás de Graham Rahal, foi tocado por James Hinchcliffe e foi para o muro.

Felix Rosenqvist também se envolveu no enrosco, tocado por Romain Grosjean, rodando e batendo com Hinch. Todo mundo voltou para a corrida, mas a amarela foi acionada e, para Hinch, Hunter-Reay e Rosenqvist, reparos foram necessários nos carros.

Lá na frente, Josef Newgarden segurou tranquilo a ponta, com Colton Herta também firme em segundo. Scott Dixon tentava saltar para terceiro, mas viu a porta ser fechada por Marcus Ericsson e, assim, recuava para quinto. Basicamente, tudo seguia igual antes da relargada.

Relargada que, aliás, veio já na volta 4. Newgarden novamente tracionou bem e foi abrindo para Herta, que tinha vantagem considerável sobre Ericsson, ainda o terceiro. Foi a briga pelo quarto lugar que causou uma nova interrupção na corrida.

Veteranos e consagrados, Will Power e Dixon se estranharam ali. Primeiro, o neozelandês aproveitou uma espalhada do australiano e passou, sendo superado na curva seguinte em manobra arrojada de Power. Só que a curva seguinte beneficiava Scott, Will apostou tudo, os dois se tocaram e o piloto da Penske levou a pior, rodando e ficando atravessado na pista.

Aquilo ali já renderia uma bandeira amarela, mas ficou pior: Ed Jones, sem ver nada pela fumaça do incidente, acertou em cheio Power e, claro, os dois carros ali se destruíram. Abandono duplo no início e pausa grande na prova.

Will Power tomou uma pancada em Mid-Ohio (Foto: IndyCar)

A relargada acontecia na volta 9 e, sem mistério na frente: Newgarden abrindo, Herta e Ericsson se segurando, com Dixon na quarta colocação. Alexander Rossi mantinha a quinta posição, com Álex Palou, Rinus VeeKay e Rahal atacando.

O nome do começo da corrida era Romain Grosjean. Largando em 18º, o francês até derrapava e caía para 11º ao tentar superar Sébastien Bourdais, mas logo retomava o prumo e passava o compatriota, virando nono colocado. Outro que começava muito bem era Pato O’Ward, que saiu de 20º para 11º, só que com pneus duros.

A corrida finalmente entrava nos eixos e Newgarden já abria quase 2s para Herta na volta 20. Ericsson tinha um ritmo excelente, isolado no terceiro lugar, sem dar muita margem para investidas de Dixon. Grosjean e O’Ward seguiam fortes e fechando o top-10 até ali.

Colton Herta deu muito azar nos boxes e facilitou a vitória de Newgarden em Mid-Ohio (Foto: IndyCar)

A janela de paradas começava ali em bandeira verde, com Simon Pagenaud, VeeKay e Hinchcliffe entre os pilotos que abriam os trabalhos. Scott McLaughlin e Santino Ferrucci continuavam a sequência nos boxes. Ficava a expectativa pelos líderes.

Na volta 30, Grosjean, O´Ward, Dixon e Rossi iam aos boxes, começando a janela dos ponteiros. Newgarden parou no 31º giro, com Ericsson, Palou e Rahal o acompanhando. Herta fechou a janela na 32, mas de forma melancólica: a mangueira de combustível deu problema e o americano ficou muito, muito tempo esperando, caindo para sétimo.

No reposicionamento, Newgarden liderava com 7s9 de vantagem para Ericsson, 11s9 para Dixon e 12s4 para Rossi. Aí vinham Palou, Rahal, Herta, Grosjean, após fazer uma linda manobra em O’Ward, e VeeKay, fechando o top-10.

Romain Grosjean fez mais uma atuação inspirada (Foto: IndyCar)

A prova passava da metade e Newgarden tinha um domínio do nível do que teve em Elkhart Lake. A briga se concentrava pelo pódio, com Dixon, Rossi, Palou e Rahal, todos andando próximos e no mesmo ritmo. Em geral, depois da loucura das voltas iniciais, a corrida era bem modorrenta.

Vinha, então, a segunda e última janela de paradas na corrida, com todos os líderes fazendo os trabalhos entre as voltas 53 e 57. Mais uma vez, problemas com Herta, que viu o carro morrer na saída dos boxes e deixou de ganhar posições importantes em um overcut que era dos melhores.

No reposicionamento, Newgarden tinha 6s8 de frente para Ericsson, que aparecia com incríveis 13s de vantagem para Palou. Aí vinha Dixon, segurando uma fila de carros com Rossi, Rahal, O’Ward e Grosjean. Só então surgia Herta e, depois, Santino Ferrucci, fechando o top-10.

Álex Palou voltou a andar forte, mas viu Newgarden vencer em Mid-Ohio (Foto: IndyCar)

A vantagem de Newgarden para Ericsson ia caindo consistentemente, mas ainda seguia acima dos 4s, bem tranquila para o bicampeão. Palou respirava bem em terceiro, enquanto Dixon seguia segurando todo mundo. No meio do pelotão, Herta ia tentando voltar ao jogo, passando Grosjean e pressionando Pato.

Herta passava Pato com cinco voltas para o final e puxava junto Grosjean, que também levava a melhor sobre o mexicano. Ferrucci colava em O’Ward, entrando de vez na brincadeira da fila puxada por Dixon. Enquanto isso, Ericsson derrubava a vantagem de Newgarden para 2s1.

Marcus até colou, mas Josef conseguiu manter bem a liderança e, assim, Newgarden finalmente venceu em 2021, em Mid-Ohio. Ainda deu tempo de Herta ter mais um problema e precisar voltar aos boxes, acabando a corrida apenas em 13º e promovendo Sato ao top-10.

Indy 2021, GP de Mid-Ohio, Lexington, Final:

1J NEWGARDENPenske Chevrolet1:39:58.85580 voltas
2M ERICSSONGanassi Honda+0.879 
3A PALOUGanassi Honda+22.235 
4S DIXONGanassi Honda+32.378 
5A ROSSIAndretti Honda+33.141 
6G RAHALRLL Honda+34.123 
7R GROSJEANDale Coyne Honda+35.163 
8P O’WARDMcLaren Chevrolet+35.693 
9S FERRUCCIRLL Honda+35.993 
10T SATORLL Honda+50.332 
11S BOURDAISFoyt Chevrolet+52.001 
12S McLAUGHLINPenske Chevrolet+52.425 
13C HERTAAndretti Honda+56.848 
14S PAGENAUDPenske Chevrolet+58.350 
15C DALYCarpenter Chevrolet+58.813 
16R VEEKAYCarpenter Chevrolet+59.640 
17J HINCHCLIFFEAndretti Honda+1:07.512 
18M CHILTONCarlin Chevrolet+1:08.053 
19J HARVEYMeyer Shank Honda+1:08.480 
20R NORMANDale Coyne Honda+1 volta 
21D KELLETTFoyt Chevrolet+1 volta 
22J JOHNSONGanassi Honda+1 volta 
23F ROSENQVISTMcLaren Chevrolet+2 voltas 
24R HUNTER-REAYAndretti Honda+2 voltas 
25W POWERPenske Chevrolet+77 voltasNC
26E JONESDale Coyne Honda+77 voltasNC

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
Meyer Shank divulga pintura azul para carro de Castroneves no GP de Nashville

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar