Na Garagem: Com reação histórica, Montoya bate Power por 0s105 e vence Indy 500

Juan Pablo Montoya teve uma das grandes atuações da história da Indy 500 para vencer a prova pela segunda vez, em 2015. O colombiano caiu para 28º, reagiu e bateu Will Power na linha de chegada

24 de maio de 2015 entrou para a história como uma das grandes edições das 500 Milhas de Indianápolis. Exatos cinco anos atrás, uma briga espetacular pela vitória marcou a 99ª edição, com quatro pilotos completando a corrida separados por 1s029.
 
Quem se deu melhor foi Juan Pablo Montoya, puxando o 1-2 da Penske com Will Power na segunda colocação. A Ganassi também teve rendimento muito forte e completou o grupo dos quatro primeiros com um inspirado Charlie Kimball e Scott Dixon, que liderou grande parte da prova. Apenas o final, com os quatro das duas equipes mais poderosas batalhando, já seria suficiente para virar histórico, mas a vitória de Montoya foi ainda mais impressionante.
 
É que, além de triunfar no detalhe em cima dos rivais e do companheiro de equipe, o colombiano ainda precisou dar um verdadeiro show no IMS para ter qualquer chance. Isso porque, durante a primeira paralisação por bandeira amarela, ainda nas voltas iniciais, Montoya encontrou Simona de Silvestro no caminho e os dois tiveram seus carros danificados. 

Indy 500 de 2015 (Foto: IndyCar) " />
Juan Pablo Montoya venceu a Indy 500 de 2015 (Foto: IndyCar)
E foi ali que Juan Pablo deu início a uma das atuações mais impressionantes que a maior corrida do mundo já viu. Após cair para 28º quando voltou dos reparos nos boxes, lutou para se manter na mesma volta dos líderes e foi escalando o pelotão. Depois da primeira rodada de paradas, já aparecia em 17º.
 
O primeiro ponto de virada da prova aconteceu no 64º giro, quando Bryan Clauson encontrou o muro e puxou uma nova amarela que levou o pelotão todo aos boxes. Montoya já surgia em sétimo para a relargada e, naquele momento, colado nos ponteiros.
 
Quando os pilotos começaram a ir aos boxes na volta 97, o colombiano do carro #2 já aparecia em terceiro, sempre em uma combinação de ultrapassagens, ritmo forte e trabalho brilhante nos pits e nas voltas de entrada e saída. Dali para frente, Montoya se consolidou mesmo como um postulante a vencer a corrida e ficou o tempo todo rondando a liderança.

Juan Pablo Montoya reagiu de forma incrível na Indy 500 de 2015 (Foto: IndyCar)
Dixon, Simon Pagenaud, Power e Tony Kanaan eram outros nomes que revezavam a primeira posição, em uma edição que ficou marcada por muitas trocas de liderança, ainda que o neozelandês fosse quem mais constantemente aparecesse por ali.
 
Duas bandeiras amarelas, já na reta final, ajudaram a embolar ainda mais a disputa: uma delas foi por detritos na pista, mas a principal veio na sequência, em um acidente bem forte entre Sebastián Saavedra, Jack Hawksworth e Stefano Coletti. Foram, então, 15 voltas de tirar o fôlego em bandeira verde até a linha de chegada.
 
Power disparou na frente e largou Dixon para uma briga com Montoya e Carlos Muñoz. Contudo, o colombiano da Andretti foi ficando e perdeu a posição para Kimball. Dixon se livrou de Montoya e, de quebra, ainda passou Power para ser o novo líder. A resposta do australiano veio na volta seguinte.

A 99ª edição da Indy 500 foi histórico (Foto: IndyCar)
A briga entre os três primeiros estava simplesmente sensacional. Power, Montoya e Dixon trocaram de liderança por inúmeras vezes e Kimball, escoltando o trio, acabou aparecendo no fim ainda para se intrometer. Dixon perdeu um pouco de rendimento no pior momento possível e, nos três giros decisivos, a parada parecia entre os companheiros de Penske.
 
No fim, vitória incrível de Montoya. Power, que tanto pressionou o companheiro, chegou em segundo, 0s105 atrás, tomando sufoco de Kimball. Dixon foi o quarto e Graham Rahal beliscou um grande quinto lugar, o primeiro de fora do mundo Penske-Ganassi.
 
O triunfo de Juan Pablo foi imenso por seu desempenho, pela chegada espetacular, mas também pelos feitos que representava. Primeiro, voltava a vencer no IMS após 15 anos, mas, principalmente, se tornava ali o único homem a ter faturado a Indy 500 com as cores de Ganassi e de Penske, as duas gigantes da categoria.

Juan Pablo Montoya venceu com a Ganassi e com a Penske (Foto: IndyCar)
A vitória também fez Montoya disparar na classificação do campeonato, mas foi tão épica que parece ter feito uma chave virar no pior dos sentidos para o colombiano. O piloto emendou uma série de corridas medianas e não conseguiu mais vencer até o fim da temporada. Pódio? Apenas mais um, em Pocono.
 
E o que parecia impossível aconteceu: o #2 perdeu o bicampeonato da Indy na última corrida, em Sonoma, ao levar a pior no desempate contra Dixon, com ambos marcando 556 pontos.

Paddockast #62
QUAL O LUGAR DE VETTEL NA HISTÓRIA DA F1?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube