Palou puxa quadra da Honda no TL1 do GP de Indianápolis 2. Dixon é 4º

Álex Palou levou a melhor em um TL1 equilibrado, mas que teve a Honda se destacando no fim com uma quadra. Scott Dixon foi duas posições melhor que Josef Newgarden

O início das atividades para a rodada dupla do misto de Indianápolis foi marcado por equilíbrio e uma reação da Honda nos minutos finais. Assim, nesta quinta-feira (1), os japoneses tiveram uma quadra, com Álex Palou colocando a Dale Coyne na dianteira ao virar 1min10s178.

A dobradinha de carros rosas se deu com Jack Harvey e a Meyer Shank, que garantiram o segundo lugar apenas 0s1 atrás de Palou. O domínio da Honda na tabela de tempos teve ainda Colton Herta e Scott Dixon, começando bem o final de semana que pode ser do título.

Grande rival de Dixon na disputa pelo caneco, Josef Newgarden ficou o TL1 todo na frente do rival, mas perdeu espaço quando o neozelandês cravou sua marca ali nos instantes finais. Josef, assim, foi sexto, atrás de Max Chilton, o melhor da Chevrolet na tarde.

Graham Rahal, Pato O’Ward, Felix Rosenqvist e Simon Pagenaud também apareceram no top-10 da primeira atividade da rodada dupla do IMS. Helio Castroneves, que substitui Oliver Askew na McLaren, foi 23º.

A classificação para a corrida 1 da Indy em Indianápolis acontece ainda nesta quinta-feira, a partir das 19h20 (em Brasília).

Álex Palou andou na frente no TL1 de Indianápolis (Foto: Indycar)

Saiba como foi o TL1 em Indianápolis

O primeiro treino livre para a rodada dupla do GP de Indianápolis começou pontualmente às 15h25 (em Brasília). A temperatura no IMS estava bastante amena, com 17ºC registrados no início da atividade e a possibilidade de chuva bem pequena, em 15%.

A movimentação no traçado foi bem considerável desde o início da sessão, com mais de dez carros já registrando tempos. As marcas começaram a cair com Graham Rahal, que foi o primeiro a baixar de 1min13s e, depois, conseguiu superar a barreira de 1min12s. Mais velozes que Graham, Ryan Hunter-Reay e Will Power tomaram a dianteira com 1min11s6 e 1min11s7, respectivamente.

Os tempos ainda estavam bem acima dos esperados e, naturalmente, foram sendo melhorados com o passar dos minutos. Marco Andretti furou o bloqueio de 1min11s, mas logo ficou 0s3 mais lento que Josef Newgarden, que foi para a ponta com 1min10s6.

Enquanto chamava a atenção o baixíssimo índice de escapadas, surgia também uma grande surpresa no topo. Se Felix Rosenqvist levava a melhor em cima de Newgarden no detalhe, Max Chilton chegava chutando a porta, cravando 1min10s464 e, assim, pegando o primeiro lugar com a Carlin.

Pato O’Ward escapou da pista durante o treino livre (Foto: Reprodução/TV)

Com 30 minutos para o fim, Chilton puxava a fila com Rosenqvist, Newgarden, Alexander Rossi, Jack Harvey e Pato O’Ward atrás, ou seja, um equilíbrio total entre Chevrolet e Honda, com três carros de cada no top-6. O’Ward, aliás, resolveu acabar com a calmaria do TL1 e foi passear na área de escape.

Se Newgarden parecia determinado a lutar pela pole da forma como fosse possível, o quase campeão Scott Dixon vinha na mais tranquila tocada, ali em 14º com sua Ganassi. Helio Castroneves, substituindo Oliver Askew na McLaren, era 23º, melhorando aos poucos seus tempos.

A sessão entrou nos 15 minutos finais e, depois de muito tempo de estabilidade nas marcas, foram os carros rosas para a dianteira. Jack Harvey virou 1min10s277 com sua Meyer Shank, exatamente 0s1 mais lento que Álex Palou, da Dale Coyne. E era 1-2 da Honda formado.

Marcus Ericsson errou nos minutos finais do treino (Foto: Reprodução/TV)

Ainda atrás dos dois ponteiros e de Chilton, os dois grandes pilotos da Chevrolet em 2020 ao menos melhoravam suas performances: Newgarden com 1min10s5 e O’Ward na casa de 1min10s6. Entre os dois, a RLL de Rahal e, novamente, um top-6 formado com três Honda e três Chevrolet.

Quando o IMS passava a ter nuvens ameaçadoras, já nos 5 minutos derradeiros de TL1, Marcus Ericsson repetiu algo que fez na corrida 1, lá no início da temporada, bem como na prova de 2019: foi parar no oval mesmo na corrida do misto. Isso porque o sueco errou na curva 8, passeou na grama e atravessou.

Ainda deu tempo da bandeira verde ser acionada novamente e de Colton Herta e, claro, Dixon se meterem no topo em uma quadra da Honda, com Palou e Harvey na frente.

Indy 2020, GP de Indianápolis 2, TL1:

1A PALOUDale Coyne Honda1:10.178 25
2J HARVEYMeyer Shank Honda1:10.277+0.09922
3C HERTAAndretti Honda1:10.386+0.20823
4S DIXONGanassi Honda1:10.433+0.25522
5M CHILTONCarlin Chevrolet1:10.464+0.28627
6J NEWGARDENPenske Chevrolet1:10.531+0.35323
7G RAHALRLL Honda1:10.629+0.45129
8P O’WARDMcLaren Chevrolet1:10.631+0.45329
9F ROSENQVISTGanassi Honda1:10.633+0.45529
10S PAGENAUDPenske Chevrolet1:10.637+0.45923
11M ANDRETTIAndretti Honda1:10.753+0.57530
12A ROSSIAndretti Honda1:10.759+0.58123
13R VEEKAYCarpenter Chevrolet1:10.825+0.64727
14W POWERPenske Chevrolet1:10.838+0.66025
15R HUNTER-REAYAndretti Honda1:10.847+0.66925
16S FERRUCCIDale Coyne Honda1:10.970+0.79215
17D KELLETTFoyt Chevrolet1:11.136+0.95826
18C DALYCarpenter Chevrolet1:11.145+0.96725
19M ERICSSONGanassi Honda1:11.191+1.01326
20T SATORLL Honda1:11.383+1.20528
21C KIMBALLFoyt Chevrolet1:11.454+1.27626
22S BOURDAISFoyt Chevrolet1:11.480+1.30226
23H CASTRONEVESMcLaren Chevrolet1:11.627+1.44926
24J HINCHCLIFFEAndretti Honda1:11.658+1.48023
25S KARAMDRR Chevrolet1:12.097+1.91911

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube