Penske confirma interesse da Ferrari em ser fornecedora de motores na Indy

As conversas entre Indy e Ferrari não pararam, segundo Roger Penske, dono da categoria. A montadora italiana, de acordo com ele, negocia para ser fornecedora de motores, mas ainda não definiu o futuro

Uma possível ida da Ferrari para a Indy continua na pauta de discussões de Roger Penske, dono da categoria. Em recente entrevista ao jornal Indianapolis Star, ele revelou que esteve em contato a montadora italiana para ser fornecedora de motores, ao lado de Chevrolet e Honda.

Penske declarou que esteve em contato não apenas com a Ferrari, mas também com Jay Frye, presidente da Indy, sobre as negociações para o futuro.

“Estive pessoalmente patrocinando, ao lado de Jay Frye, e desenvolvendo um processo com a Ferrari. Eu tive uma ligação com eles na semana passada, assim como o Jay”, afirmou o dirigente.

Roger Penske é o novo poderoso da Indy (Foto: IndyCar)

“Eles tomaram uma decisão? Ainda não, mas definitivamente estão interessados”, completou Penske.

A possibilidade da Ferrari surgiu após as discussões do novo teto orlamentário da Fórmula 1 não agradar a montadora italiana que ameaçou publicamente sair da categoria, mas recuou dias depois. Mattia Binotto, chefe da equipe, chegou a dizer que a Ferrari precisaria olhar para outras categorias.

Recentemente, Roger Penske também indicou que a Ferrari esteve em contato com a Dallara, que fabrica os chassis da Indy, e obteve informações necessárias para iniciar o desenvolvimento de um equipamento.

Não é a primeira vez que a Ferrari flerta com a Indy. Durante os anos 80, também por conta de problemas na Fórmula 1, a montadora desenhou o Ferrari 637 e chegou a negociar com Bobby Rahal, tricampeão da Indy, para ser o piloto da equipe.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube