Rossi lamenta top-5 de Newgarden. Mas 3º lugar “foi o máximo possível” em Portland

Alexander Rossi acha que não tinha como ter ido além do terceiro lugar em Portland, mas deixou clara a frustração com o quinto posto de Josef Newgarden, que largou bem atrás e chegou a cair para último na primeira volta

Alexander Rossi deixou a má fase para trás e voltou ao pódio em Portland, mas não foi o resultado que sonhava. O americano ficou em terceiro e tirou poucos pontos para Josef Newgarden, que foi quinto. Rossi voltou a lamentar os pontos, mas do rival, já que acha que não tinha como pegar um degrau mais alto do pódio.
 
Rossi fez um discurso bem parecido com o de Gateway, quando lamentou a sorte do oponente em rodar e não bater. Em Portland, esperava que Newgarden fosse pior que o quinto posto, já que saiu de 13º e largou mal.
 
"Não é que eu queria mais, eu queria menos para o Newgarden. O time fez um bom trabalho hoje. Maximizamos o que tínhamos. Não acho que tínhamos um carro para vencer, infelizmente", disse. 
Alexander Rossi foi ao pódio em Portland (Foto: Indycar)

Rossi ao menos valorizou o fato de ter tirado alguns pontos para o rival e manteve a animação para a final em Laguna Seca, pista no estado do californiano.

 
"Começar em sétimo e terminar no pódio é um bom dia, terminamos na frente do nosso rival. Será bem intenso na Califórnia, mas estou animado", completou.
 
Rossi aparece 41 pontos atrás de Newgarden, mas ao menos passou Simon Pagenaud na classificação geral ao chegar aos 552.

Paddockast #31
QUEM NA F1 PASSA DE ANO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar