Rossi vê sorte ao lado de Newgarden e admite: “Agora é vencer as duas corridas”

Alexander Rossi lamentou bastante o resultado no GP de Gateway e também o fato de Josef Newgarden ter problemas e quase sempre conseguir contornar. Não restam dúvidas para o americano, é hora de vencer as provas que faltam

Alexander Rossi se mostrou bastante frustrado após o 13º lugar no GP de Gateway e, consequentemente, a segunda prova longe do top-10 consecutiva. O americano, que é um dos principais nomes da Indy em ovais, lamentou a falta de sorte na estratégia e até a falta de azer do rival Josef Newgarden, que vem passando perto de problemas, mas resistindo.
 
Para Rossi, o resultado foi decepcionante principalmente porque o carro estava bom. Alex ainda lembrou que Josef tocou no muro em Toronto e conseguiu não perder posição e, agora, rodou na última curva em Gateway e só caiu dois postos no fim.
 
"Acho que a gente tinha carro, tanto que fui parar em terceiro. Mas a categoria é assim, as amarelas não encaixam de vez em quando, pode ser frustrante. O Newgarden roda e não acontece nada com ele, bate em Toronto e nada acontece. As coisas são assim", lamentou.
Alexander Rossi precisa vencer as provas que faltam (Foto: Indycar)

O americano não escondeu que, agora, só pensa em vencer em Portland e em Laguna Seca, o que provavelmente resolveria a vida na briga pelo título.

 
"Todo mundo do carro #27 trabalhou muito bem, conseguiu me dar um carro ótimo. Fomos de 11º para terceiro e eu era tão ou mais rápido que o Josef, mas infelizmente as coisas foram acontecendo de forma que não esperávamos. Enfim, restam duas corridas, é pés no chão e tentar vencer as duas", completou.
 
Rossi caiu para o terceiro lugar na classificação geral com 517 pontos, 46 atrás do líder Newgarden.
 

Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar