Dixon explica toque com Power e fala em 4º lugar “frustrante” em Mid-Ohio

Scott Dixon está 56 pontos atrás do companheiro de equipe Álex Palou no campeonato. Neozelandês explicou dificuldades que teve no GP de Mid-Ohio

Will Power e Ed Jones bateram (Vídeo: NBC)

Scott Dixon ficou na quarta posição no GP de Mid-Ohio, disputado no último domingo (4). O neozelandês da Ganassi chamou atenção pela batalha que teve com Will Power no início da corrida, com o australiano da Penske rodando e batendo com Ed Jones.

O hexacampeão explicou o toque que teve com Power ainda na quarta volta da corrida. Ele afirmou que não teve a intenção de causar o acidente com o australiano, que foi forçado a abandonar a corrida.

“Precisávamos passar WIll. Eu não queria tirar ninguém da corrida, acho que foi incidente normal. Estávamos batalhando duro. Ano passado dei muito espaço no lado de fora para ele e me empurrou para fora da pista. Não fiz nada de propósito. Lamento pelo dia dele ter acabado assim”, afirmou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
Meyer Shank divulga pintura azul para carro de Castroneves no GP de Nashville

Scott Dixon foi quarto colocado (Foto: IndyCar)

Dixon também lamentou a quarta posição em Mid-Ohio e relatou problemas com o carro da Ganassi. O neozelandês venceu apenas uma vez em 2021, no GP do Texas 1.

“Definitivamente uma corrida difícil para nós. A traseira do carro não se segurou, foi frustrante. Não conseguimos dar um esforço em momento algum. Tentamos ajustar durante a corrida. Bom trabalho da Ganassi, do Marcus e obviamente Álex e o Josef pela vitória, mas temos trabalho a fazer”, completou.

A Indy retorna no dia 8 de agosto com o GP de Nashville.

GP às 10: Mid-Ohio vira última chance para entrar no bonde do títuio

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar