Sem largar na frente, Dixon é primeiro campeão sem poles na Indy em 15 anos

Dan Wheldon, em 2005, fora o último campeão da Indy sem ao menos uma pole conquistada; Dixon também quebrou tabu de Sam Hornish Jr. ao ser campeão de ponta a ponta

A temporada 2020 da Indy foi de domínio total de Scott Dixon, que faturou o hexacampeonato aos 40 anos de idade. Desde a trinca de vitórias com a qual abriu o campeonato, nunca perdeu o comando, mesmo quando Josef Newgarden se aproximou. Mas ficou devendo nas poles: não largou na dianteira nenhuma vez sequer. A falta de poles de um campeão é algo raro na Indy e não acontecia desde 2005.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Longos 15 anos desde que Dan Wheldon conseguira o feito pela última vez. Apesar da impressão natural que se pode ter, a conquista de Wheldon foi absolutamente imponente. Mesmo sem poles, o inglês venceu quatro das cinco primeiras corridas da temporada e foi campeão com uma etapa de antecedência, algo que não se repetiu desde então.

Na realidade, ao longo do título anterior de Dixon, em 2018, ele não conquistou nenhuma pole-position. Mesmo assim, largou na frente em uma oportunidade: nas 500 Milhas de Gateway. A etapa do Illinois teve a classificação cancelada por conta de uma forte chuva, o que acabou fazendo com que o grid de largada fosse formado pela tabela de pontos do campeonato. Dixon já liderava, então largou na dianteira. Will Power ganhou a corrida.

Dan Wheldon foi o último campeão sem poles (Foto: Indycar)

Há um outro caso curioso. Em 2012, Ryan Hunter-Reay não largou na dianteira em nenhuma ocasião, mas fez uma pole. Foi na etapa de Edmonton, no Canadá, que Hunter-Reay anotou a pole, mas fez mudanças no motor antes da corrida e acabou sofrendo punição. Dario Franchitti largou na frente e Helio Castroneves venceu a corrida, mas o ponto da pole permaneceu com o americano.

A temporada de Scott Dixon rendeu mais uma quebra de tabu, aliás, e ainda mais antigo. Foi a primeira vez desde 2001, com Sam Hornish Jr., que um piloto liderou o campeonato da primeira à última etapa. Isso contando apenas a divisão IRL/IndyCar da Indy e descartando a Champ Car – onde Sébastien Bourdais fez a mesma coisa em 2006.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar