Sem vaga, Hinchcliffe anuncia redução de participação na Indy a partir de 2022

Sem vaga no grid após saída da Andretti, James Hinchcliffe anunciou que deixará a Indy como piloto de temporada completa a partir de 2022. Canadense tem 36 anos de idade

VERSTAPPEN CAMPEÃO SOBRE HAMILTON: TUDO SOBRE A F1 2021 | Paddock GP #272

Com passagens por Newman Haas, Schmidt Peterson e Andretti, James Hinchcliffe anunciou, nesta terça-feira (14), que deixará de competir em tempo integral na Indy a partir de 2022. O piloto disputou a temporada 2021 com o carro #29 da Andretti, terminando em 20º na classificação geral.

“Em 2011, realizei um longo sonho ao me tornar piloto da Indy. Lembro de quase todos os minutos desta jornada até aqui. Foram muitos altos e muitos baixos. De todos os meus desafios e incertezas, dois foram constantes: meu desejo de chegar na Indy e o apoio da minha família. Nestes 11 anos que vieram, vivi o sonho como uma criança de 9 anos sentada em um kart pela primeira vez, jamais poderia imaginar”, citou.

“Não foi uma decisão fácil, e foi feita com todo o apoio da minha família e dos meus apoiadores mais próximos. Tiveram muitos fatores, tanto profissionais quando pessoais, que me guiaram para esta decisão, mas sinto que foi no tempo certo. Isto não significa uma aposentadoria das corridas. Se significa algo, esta decisão me libertou para mergulhar em outras coisas do esporte a motor e explorar outros interesses e oportunidades”, comentou o piloto em nota divulgada nas redes sociais.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

James Hinchcliffe não será mais piloto integral na Indy (Foto: Indycar)

Canadense, Hinchcliffe chegou no grid em 2011 pela Newman Haas, se destacando pela equipe que viria a fechar as portas e terminando a temporada em 12º. O desempenho chamou atenção da Andretti, que contratou o piloto para as três temporadas seguintes. O ápice veio em 2013, quando venceu as provas de St. Pete, São Paulo e Iowa, que deixaram o piloto em 8º na tabela.

Em 2015, fechou com a Schmidt Peterson e venceu logo em sua segunda aparição pelo time, no bagunçado GP de Nova Orleãs. Porém, meses depois, passou pelo moemnto mais delicado da carreira ao sofrer um grave acidente durante um treino livre para as 500 Milhas de Indianápolis, perdendo o restante da temporada.

James retornou ao Brickyard em 2016, e em grande estilo: anotou a pole-position da Indy 500, mas veio a terminar em sétimo. “Hinch” venceria mais duas vezes: em Long Beach, em 2017, e em Iowa, em 2018.

Com a parceria entre McLaren e Schmidt Peterson para 2020, foi dispensado do time ao fim de 2019 para dar lugar ao estreante Oliver Askew. Fechou retorno à Andretti para disputar 3 provas, incluindo a Indy 500, mas foi escolhido como substituto de Zach Veach ao fim da temporada e participou de mais três corridas.

Para 2021, estendeu o contrato com a Andretti para assumir o carro #29. Apesar de um pódio em Nashville, teve desempenho abaixo da média e acabou substituído pelo compatriota Devlin DeFrancesco. James é um dos cotados para virar comentarista da emissora americana NBC, casa da Indy nos Estados Unidos.

OS MELHORES E OS PIORES DE MOTOGP E INDY + AS FINAIS DE F2 E STOCK CAR
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar