Triste por Wilson, Webber fala que esporte a motor é “uma família” e que é “preciso união em tempos difíceis como estes”

Falando durante o funeral de Justin Wilson nesta quinta-feira (10), Mark Webber lamentou a morte do inglês e ressaltou que o esporte a motor é uma grande família e que todos devem “permanecer unidos neste momento difícil e de tristeza”

LEIA TAMBÉM
Justin Wilson, 1978-2015

Mark Webber disputou e perdeu para Justin Wilson o título da F-3000 em 2001, os dois também foram companheiros na extinta Jaguar já na F1, em 2003, antes de o inglês atravessar o Atlântico e ir correr na Indy e em outras categorias de turismo nos EUA. Nesse tempo, ambos continuaram amigos, e o australiano teve, nesta quinta-feira (10), a ingrata e triste tarefa de carregar o caixão do colega, que morreu há pouco mais de três semanas depois de um acidente bizarro durante as 500 Milhas de Pocono, a penúltima etapa da temporada da categoria norte-americana.

Atualmente piloto da Porsche no WEC, Webber também falou durante o funeral de Wilson, que aconteceu na Catedral St. James, em Paulerspury, próxima ao circuito de Silverstone. "Foi uma honra para mim fazer isso para a família de Justin, porque somos uma família de muitas maneiras quando se trata de automobilismo", disse Mark.

Dario Franchitti e Mark Webber estiveram no funeral de Justin Wilson (Foto: AP)

"Sabemos de todos os perigos deste esporte. O automobilismo tem momentos bons e ruins, mas quando algo trágico assim acontece com alguém tão próximo, é ainda mais duro de suportar", completou.

"Você pensa na família e em todos que serão afetados por essa perda. O esporte a motor é uma família de laços estreitos e precisamos ficar juntos em termos realmente difíceis como estes. Precisamos fazer o nosso melhor", acrescentou Webber, de 39 anos.

Além do australiano, outras personalidades do automobilismo estiveram no funeral, como o tetracampeão da Indy, Dario Franchitti, o escocês tricampeão da F1, Jackie Stewart, o chefe da Red Bull, Christian Horner, e o piloto indiano Karun Chandhok.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube