Power bate Bourdais no final e lidera treino livre do GP de Detroit. Palou é 15º

Will Power superou Sébastien Bourdais com o cronômetro zerado e liderou o treino livre em Detroit. Líder do campeonato, Álex Palou foi só 15º

Tudo levava a crer que Sébastien Bourdais lideraria o treino livre do GP de Detroit, mas Will Power surgiu com o cronômetro zerado e fez a melhor marca com 1min17s277, colocando a Penske na frente. O top-3 desta sexta-feira (11) ainda teve Pato O’Ward, que comandou boa parte da sessão.

Scott Dixon ficou com a quarta colocação, sendo o melhor piloto da Ganassi na atividade. Alexander Rossi e Colton Herta, dois que chegaram a comandar a sessão, terminaram na sequência, com Marcus Ericsson no sétimo lugar.

Josef Newgarden não passou nem perto de ser um protagonista do TL, mas ao menos se colocou no top-10, em oitavo. Atrás do americano da Penske ficaram Rinus VeeKay e Ryan Hunter-Reay. Romain Grosjean, que deu um totozinho no muro, foi 13º.

Líder do campeonato e já punido com seis posições no grid de largada do GP de Detroit 1, Álex Palou não começou bem e fechou em 15º. Jimmie Johnson voltou a ficar em último, tomando incríveis 5s4 do líder da sessão. A Indy segue neste sábado, com a classificação às 12h (em Brasília) e a corrida 1 iniciando 15h.

WILL POWER; INDY; INDIANÁPOLIS; PENSKE;
Will Power comandou o TL na Belle Isle, em Detroit (Foto: Joe Skibinski/IndyCar)

Confira como foi o treino livre do GP de Detroit

A atividade de preparação para a rodada dupla do GP de Detroit começou pontualmente às 18h (em Brasília). Como é mais comum nos circuitos de rua, a pista não foi tão atacada nos minutos iniciais dos 75 que os pilotos teriam à disposição antes da classificação deste sábado.

Romain Grosjean e Max Chilton abriram os trabalhos na frente, mas ainda com marcas bem altas, em 1min28s. Scott McLaughlin, Jimmie Johnson e Dalton Kellett começaram a derrubar isso, já em 1min24s. Grosjean retomava a ponta com 1min21s3, um tempo bem mais competitivo, acompanhado na marca por McLaughlin, Rinus veeKay e Álex Palou.

Aí, quando o TL estava esquentando, a bandeira vermelha deu às caras pela primeira vez. Johnson rodou na curva 3, mas não foi ele quem causou a interrupção: então líder, McLaughlin atravessou na curva 5, fazendo contato com a barreira de pneus e parando a sessão por alguns bons minutos, quebrando o ritmo totalmente.

Scott McLaughlin aprontou no treino livre (Foto: IndyCar)

A bandeira verde voltou ali com cerca de 55 minutos pela frente. E os tempos passaram a despencar de uma vez só: Grosjean cravou 1min20s8 e, em questão de segundos, nove pilotos já vinham na frente. Alexander Rossi puxava a turma com 1min19s136, seguido por Ed Jones e Ryan Hunter-Reay.

Uma nova sequência de voltas rápidas foi registrada e, de novo, lá estava Rossi para assumir a ponta, desta vez com 1min18s4. Hunter-Reay vinha em segundo, com Takuma Sato e Sébastien Bourdais na mesma balada do líder.

A sessão chegava à metade com Hunter-Reay andando um pouco mais veloz que Rossi, mas rapidamente caindo para segundo com Pato O’Ward chegando com tudo ao cravar 1min18s116. Restavam 30 minutos e o top-10 tinha O’Ward, Hunter-Reay, Rossi, Will Power, Sato, Scott Dixon, Bourdais, Marcus Ericsson, Simon Pagenaud e Grosjean.

Romain Grosjean teve seus momentos no TL (Foto: IndyCar)

Enquanto Colton Herta fazia o segundo tempo e via a volta ser deletada segundos depois por limites de pista, Grosjean experimentava o muro, mas nada muito sério, apenas um totozinho com a traseira após rodar. A bandeira verde seguia acionada por lá.

O’Ward conseguia se manter firme na dianteira, mas três pilotos entravam na frente de Hunter-Reay na lista dos primeiros colocados. VeeKay subia para segundo, apenas 0s03 mais lento que Pato, com Dixon e Bourdais vindo na sequência.

Rossi, Power e Herta superavam Pato e assumiam as primeiras colocações, com o americano cravando 1min17s6. Mas ainda havia tempo e capacidade nos carros rivais. Com pouco mais de 5 minutos pela frente, Bourdais virava líder ao registrar 1min17s429, com O’Ward recuperando a segunda posição.

Parecia que Bourdais ficaria mesmo na ponta, a bandeira quadriculada já havia sido acionada, mas Power tinha um plano. Com 1min17s277, o australiano colocou a Penske na frente das rivais, disparado o melhor do time na sessão.

Indy 2021, GP de Detroit, Treino livre:

1W POWERPenske Chevrolet1:17.277 26
2S BOURDAISFoyt Chevrolet1:17.429+0.15227
3P O’WARDMcLaren Chevrolet1:17.514+0.23722
4S DIXONGanassi Honda1:17.618+0.34120
5A ROSSIAndretti Honda1:17.659+0.38223
6C HERTAAndretti Honda1:17.812+0.53521
7M ERICSSONGanassi Honda1:17.973+0.69625
8J NEWGARDENPenske Chevrolet1:18.033+0.75623
9R VEEKAYCarpenter Chevrolet1:18.146+0.86932
10R HUNTER-REAYAndretti Honda1:18.203+0.92627
11J HINCHCLIFFEAndretti Honda1:18.496+1.21922
12T SATORLL Honda1:18.518+1.24123
13R GROSJEANDale Coyne Honda1:18.585+1.30829
14F ROSENQVISTMcLaren Chevrolet1:18.754+1.47723
15A PALOUGanassi Honda1:18.800+1.52331
16G RAHALRLL Honda1:18.820+1.54323
17C DALYCarpenter Chevrolet1:18.874+1.59724
18M CHILTONCarlin Chevrolet1:18.877+1.60026
19S PAGENAUDPenske Chevrolet1:18.893+1.61621
20E JONESDale Coyne Honda1:19.081+1.80419
21J HARVEYMeyer Shank Honda1:19.313+2.03619
22S FERRUCCIRLL Honda1:19.341+2.06422
23D KELLETTFoyt Chevrolet1:20.807+3.53028
24S McLAUGHLINPenske Chevrolet1:21.125+3.8485
25J JOHNSONGanassi Honda1:22.735+5.45826

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar