Power celebra redenção após vitória em Detroit: “Fiquei esperando algo acontecer”

Will Power conquistou o GP de Detroit depois de perder vitória que estava nas mãos no ano passado para Marcus Ericsson, e ressaltou mudança de mentalidade para a temporada de 2022

O QUE ESPERAR DE ROSSI NA MCLAREN E KIRKWOOD NA ANDRETTI NA INDY 2023?

O australiano Will Power venceu um duelo de estratégias contra Alexander Rossi para faturar o GP de Detroit neste domingo (5), o último no circuito de Belle Isle Park. O piloto da Penske largou na 16ª colocação, e uma tática alternativa, utilizando os pneus vermelhos no final, acabou se mostrando como a mais efetiva.

“Eu só pilotei o mais reto possível, estava muito escorregadio, então fui muito gentil com os freios e na hora de acelerar. Eu sabia que se conseguisse abrir uma vantagem razoável no final nós estaríamos bem. Mas eu estava preocupado porque vi o quão rápido eles acabavam, mas tinha muito mais borracha na pista no final”, contou Power após a corrida.

No ano passado, o australiano liderava a corrida 1 com tranquilidade, até que uma bandeira vermelha causada por uma batida de Romain Grosjean há cinco voltas do final mudou os rumos da corrida. Na hora de sair dos boxes, o carro da Penske não ligou, e o triunfo escapou. Desta vez, Will controlou a vantagem para Rossi e obteve sua redenção.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Will Power celebra vitória em Detroit com tradicional mergulho na fonte (Foto: Penske)

“Foi um trabalho incrível da equipe e uma corrida bem agradável, porque precisei escalar o pelotão, brigar forte na pista e conseguir as ultrapassagens. É redenção do ano passado, eu fiquei esperando algo acontecer nas últimas dez voltas, mas me mantive super focado”, afirmou o campeão de 2014 da Indy.

Perguntado se a redenção era algo que estava em sua mente nas voltas finais, Power negou e elogiou o próprio desempenho: “Não, na verdade não. Eu estava muito, muito focado. Foi uma performance mental muito, muito boa da minha parte, eu sempre analiso meu desempenho e hoje deixei tudo na pista. Consegui achar um bom espaço na pista e foi assim que dei tantas voltas rápidas”, disse.

Com o resultado, o australiano retomou a liderança do campeonato, com 255 pontos, três a mais do que o vencedor da Indy 500 de 2022, o sueco Marcus Ericsson, da Ganassi. Este foi o sexto top-5 de Power em sete corridas, e o piloto acredita que o aspecto mental esteja fazendo a diferença na busca pelo bicampeonato.

“Sim, e definitivamente uma mudança de mentalidade. Faz parte de ficar mais velho e entender como as coisas funcionam”, explicou Will até ser interrompido pelos abraços de sua equipe. A Indy retorna já no próximo domingo (12), para o GP de Road America.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar