Power defende Palou e lamenta ausência de “figura como Zak Brown” no passado da Indy

Will Power revela que teria interesse na Fórmula 1 caso uma figura como Zak Brown existisse na Indy anos atrás. Australiano também pontuou sobre Álex Palou

FÓRMULA INDY RETORNA AO CANADÁ. E QUANDO SERÁ A VEZ DO MÉXICO?

Segundo colocado na classificação da Indy, o australiano Will Power, da Penske, deu o ponto de vista sobre o impasse entre Álex Palou, Ganassi e McLaren que movimentou a semana do GP de Toronto, a décima etapa da temporada.

Atual campeão da Indy, Palou anunciou um acordo com a McLaren para 2023 horas após a Ganassi divulgar que exerceu a opção para manter o espanhol sob contrato na próxima temporada. Álex ainda não sabe em qual categoria vai correr no ano que vem, mas entrou no programa de testes de carros anteriores da F1 do time de Woking.

Power, de 41 anos, lamentou a ausência de Zak Brown, CEO da McLaren, no passado da Indy. O australiano revelou que cogitaria uma ida para a Fórmula 1 caso uma chance surgisse. O australiano corre na categoria desde 2006, ainda nos tempos de Champ Car.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Álex Palou seguirá na Ganassi em 2023 (Foto: IndyCar)

“Eu queria que tivesse um Zak Brown por aqui quando eu tinha esta idade, quando cheguei na Indy. Sinto que teria uma chance na Fórmula 1. É legal ver isso porque sei como eles se sentem. Sei o quão incrível seria para o Colton [Herta]. Se ele for para lá, espero que vá bem. É fantástico ter um time como a McLaren e o Zak Brown na Indy. É ótimo para a categoria. É bom ver os jovens aqui, acho ótimo o que Zak está fazendo”, comentou Power em conferência de imprensa na última quarta-feira.

Herta, que é piloto da Andretti na Indy, recentemente fechou para se tornar parte do programa de testes da McLaren na Fórmula 1, e guiou o MCLM35, de 2021, em uma atividade fechada no autódromo de Portimão, em Portugal. Pato O’Ward também já testou pela categoria, e a vez de Palou, agora em novo contrato, parece próxima.

“A relação com a F1 é 100% a razão do Palou querer estar lá. Não o culpo, faria o mesmo. Se você tivesse uma chance de correr na Fórmula 1, do jeito que ela é grande agora, sim, você gostaria de ir para lá. Você pensa no alcance que a McLaren tem, com Fórmula E, Fórmula 1, endurance. É um bom lugar e uma organização para se envolver”, completou.

Indy realiza o GP de Toronto, no Canadá, neste domingo (17). A largada da corrida está prevista para 16h30 (de Brasília).

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar